Guerra na Ucrânia

"Peço perdão", diz soldado russo julgado na Ucrânia por crimes de guerra

O sargento russo Vadim Shishimarin, de 21 anos, pediu perdão pelo assassinato de um civil de 62 anos

Vadim Shishimarin, de 21 anos, se declarou culpado no julgamento que ocorreu na quarta-feira (18)Vadim Shishimarin, de 21 anos, se declarou culpado no julgamento que ocorreu na quarta-feira (18) - Foto: Genya Savilov / AFP

O primeiro soldado russo julgado na Ucrânia por crimes de guerra pediu "perdão" nesta quinta-feira (19) em um tribunal de Kiev ao detalhar como matou um civil no início da invasão russa.

"Sei que você não poderá me perdoar, mas, mesmo assim, peço perdão", afirmou o sargento russo Vadim Shishimarin, de 21 anos, à esposa de um civil de 62 anos que ele admitiu ter matado no nordeste da Ucrânia em 28 de fevereiro.

Veja também

Trump diz: 'fui atingido por uma bala que perfurou a parte superior da minha orelha direita'
ATENTADO

Trump diz: 'fui atingido por uma bala que perfurou a parte superior da minha orelha direita'

Biden diz que 'não há lugar para esse tipo de violência' após tiroteio em comício de Trump
SOLIDARIEDADE

Biden diz que 'não há lugar para esse tipo de violência' após tiroteio em comício de Trump

Newsletter