Fiscalização

Procon autua atacado e interdita bar no Recife por desrespeitos ao protocolo contra Covid-19

De acordo com o órgão de fiscalização, os estabelecimentos não cumpriam os protocolos sanitários para contenção da Covid-19

Atacado dos Presentes da Imbiribeira foi autuado pelo ProconAtacado dos Presentes da Imbiribeira foi autuado pelo Procon - Foto: Divulgação/Procon-PE

Durante o último fim de semana, o Procon Pernambuco autuou o Atacado dos Presentes da Imbiribeira, Zona Sul do Recife, e interditou o Bar Espetinho do Cabeça, no Arruda, Zona Norte da capital pernambucana.

De acordo com o órgão de fiscalização, os estabelecimentos não cumpriam os protocolos sanitários para contenção da Covid-19. O balanço das fiscalizações foi divulgado pelo Procon nesta segunda-feira (21).

O Atacado dos Presentes foi visitado pelas equipes do Procon no sábado (19) pela manhã. Na loja, foi constatado o descumprimento de normas sanitárias, como a não organização e orientação dos clientes ao chegar. As escadas rolantes não tinham demarcações.

O Procon informou que foi lavrado um auto de constatação, e o estabelecimento responderá administrativamente.

Bar funcionava após o horário permitido (Foto: Divulgação/Procon-PE)

Na noite do sábado, os fiscais identificaram o bar Espetinho do Cabeça em pleno funcionamento por volta das 21h, com a presença de consumidores. No dia, o estabelecimento poderia funcionar até 18h, de acordo com o decreto em vigor. 

Cerca de 50 pessoas estavam no local sem usar máscara e sem praticar o distanciamento social. Pelo descumprimento dos protocolos de proteção a Covid-19, o bar foi interditado pelo órgão.

“Não podemos deixar de destacar como ponto positivo, que estamos observando que a população, de forma geral, vem cumprindo com as medidas. Mas ainda precisamos continuar com atenção redobrada e alertando sobre os cuidados, pois o vírus continua entre nós”, alerta o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

De janeiro deste ano até agora, o Procon-PE, junto com outros órgãos como a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e gestões municipais, realizou mais de 1.300 fiscalizações em Pernambuco. 

Deste número, cerca de 340 foram autuados e 80 interditados.

Como denunciar
Para denunciar situações de irregularidade, o Procon-PE disponbiliza os seguintes canais de atendimento:

Telefone: 0800.282.1512 - segunda a sexta, das 8h às 17h
WhatsApp: 81 3181-7000 - qualquer hora e todos os dias
Instagram: @proconpe

Veja também

Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões
COVID-19

Mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões

Jardim Botânico do Recife celebra 42 anos com reabertura de trilhas e volta dos ensaios fotográficos
Meio ambiente

Jardim Botânico do Recife celebra 42 anos com reabertura de trilhas e volta dos ensaios fotográficos