Procon recolhe mais de 200 jarras de cafeteiras do Atacado dos Presentes

A fiscalização foi realizada nesta sexta-feira (23), após denúncia de uma cliente que teve problemas com uma das jarras

Jarras apreendidas pelo Procon Jarras apreendidas pelo Procon  - Foto: Divulgação

O Procon-PE retirou 236 jarras de cafeteiras em fiscalização realizada no Atacado dos Presentes do bairro da Boa Vista, centro do Recife, na tarde desta sexta-feira (23). Os produtos foram recolhidos após a denúncia de uma cliente que teve problemas com o produto.

Todas as jarras estavam sendo vendidas fora da caixa, sem nenhuma informação de fabricação, modo de uso e/ou validade. A consumidora comprou uma das unidades, no valor de R$ 34,99, e, ao tentar usar em sua residência, a jarra de vidro quebrou.

Procurado, o estabelecimento se negou a trocar ou prestar qualquer tipo de esclarecimento. “Todo produto tem que ser vendido dentro de uma caixa, para que o consumidor tenha as informações do que está comprando. E, que em casos de futuros defeitos, seja possível ver que tipo de direito ele tem”, explica a gerente de fiscalização, Danyelle Sena.

Leia também:
Procon recolhe produtos vencidos em hipermercado na Caxangá
Procon fiscaliza barbearias na RMR; cinco têm problemas


Os fiscais do órgão recolheram 27 Jarras da marca Britânia; 22 Electrolux; 73 Arno; e 114 Argy. Os produtos são retirados das prateleiras e a loja não pode comercializar o produto, até que seja instruído o processo administrativo e dado destino legal para a mercadoria.

O Procon orienta que todo produto deve ser vendido com informações escritas em português, que contenham também data de validade e dados do fabricante, e os eletroeletrônicos devem ser testados ainda na loja.

Veja também

The Economist declara apoio a Biden e diz que Trump profanou valores dos EUA
EUA

The Economist declara apoio a Biden e diz que Trump profanou valores dos EUA

Sesi-PE abre processo seletivo para novo ensino médio com vagas para 410 estudantes
Educação

Sesi-PE abre processo seletivo para novo ensino médio