Eleições nos EUA

Procurador-geral dos EUA diz não haver evidências de fraude decisiva nas eleições

Segundo o procurador, não há indícios significativos para que seja revertida a vitória do democrata Joe Biden

Joe Biden (E) e Donald TrumpJoe Biden (E) e Donald Trump - Foto: Mandel Ngan, Angela Weiss / AFP

O procurador-geral dos Estados Unidos, Bill Barr, disse nesta terça-feira (1°) que não há evidências de fraude significativa nas eleições presidenciais de 3 de novembro que pudesse reverter a vitória do democrata Joe Biden sobre o presidente, o republicano Donald Trump.

"Até o momento, nós não vimos fraude em uma escala que pudesse levar a um resultado diferente nas eleições", disse Barr em entrevista à agência de notícias Associated Press.

Veja também

Com um reforço de 100 veículos, Grande Recife amplia a frota de ônibus
Transporte

Com um reforço de 100 veículos, Grande Recife amplia a frota de ônibus

EUA poderá ter imunidade coletiva à Covid-19 até o meio do ano, diz Biden
Coronavírus

EUA poderá ter imunidade coletiva à Covid-19 até o meio do ano, diz Biden