Professor tem orelha e dedo decepados em tentativa de homicídio no Agreste

Tadeu Paulo dos Santos Silva ainda foi alvejado com um tiro de arma de fogo; crime pode ter tido motivações políticas

Tadeu Paulo dos Santos Silva alegou que crime foi motivado por questões políticasTadeu Paulo dos Santos Silva alegou que crime foi motivado por questões políticas - Foto: Reprodução

Um professor foi torturado em uma tentativa de homicídio no Sítio Serra de Capoeira, na zona rural de Orobó, no Agreste pernambucano. Tadeu Paulo dos Santos Silva, de 37 anos, teve orelha e dedo arrancados com uma faca pelos suspeitos. Ele também foi alvejado com um tiro na perna e jogado às margens da PE-88. O crime, que ocorreu na noite da segunda-feira (20), pode ter tido motivações políticas, segundo relatos da vítima à polícia. A Delegacia de Polícia Civil de Orobó irá investigar o caso.

O educador foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Severino Távora, na mesma cidade. A autoria do crime ainda é desconhecida e deve ser esclarecida por inquérito policial. Ninguém foi preso até o momento.

Leia também:
Preso na Paraíba suspeito de matar filha e neto em Pernambuco
Mulher mata outra a facadas no Recife por causa de vídeo postado na internet


Relatos iniciais da polícia apontam que a vítima estava em um bar de Orobó com um amigo. Eles saíram do local no carro pertencentes ao amigo de Tadeu e foram abordados na PE-88. O professor foi torturado antes de os criminosos fugirem com o veículo e deixá-lo nas margens da rodovia.

Veja também

Ômicron: alto número de mutações pode fazer variante ter vantagem sobre as vacinas, diz OMS
VARIANTE

Ômicron: alto número de mutações pode fazer variante ter vantagem sobre as vacinas, diz OMS

Covid-19:Prefeitura de Salvador cancela Réveillon; Carnaval está sob ameaça
pandemia

Prefeitura de Salvador cancela festa de Réveillon; Carnaval está sob ameaça