Professor universitário é primeira vítima de coronavírus no Rio Grande do Norte

O professor universitário Luiz Di Souza, 61, estava internado em um hospital privado na cidade de Mossoró

Covid-19Covid-19 - Foto: AFP PHOTO /NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH/NIAD

O Rio Grande do Norte teve, na noite deste sábado (28), a primeira morte causada pelo novo coronavírus, segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública potiguar. O professor universitário Luiz Di Souza, 61, estava internado em um hospital privado na cidade de Mossoró desde o dia 21 de março.

Na sexta-feira (27), foi confirmado que o teste para Covid-19 teve resultado positivo. Ele tinha histórico de diabetes e havia tido contato com casos suspeitos. Por causa dos riscos de contágio, não haverá velório. Souza era professor no Departamento de Química da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) há 20 anos. A instituição emitiu nota de pesar pelo falecimento de seu docente e decretou luto.

Leia também:
Mulher é quinta vítima fatal da Covid-19 em Pernambuco; são quase 70
Prefeito morre, e Piauí registra primeira morte por Covid-19
Morre em SP, com suspeita de coronavírus, maestrina Naomi Munakata

O registro no Rio Grande do Norte coloca a UF no grupo de estados que tiveram mortes pelo coronavírus. Agora são onze os estados com mortes. Conforme os dados divulgados pelo Ministério da Saúde neste sábado (28), São Paulo é o estado com o maior número de vítimas (84), seguido pelo Rio de Janeiro (13). Também houve registro de mortes no Amazonas (1), Ceará (4), Pernambuco (5), Piauí (1), Goiás (1), Paraná (2), Rio Grande do Sul (2) e Santa Catarina (1).


Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Câmara pode votar urgência para definição de crimes contra o Estado Democrático de Direito
Congresso

Câmara pode votar urgência para definição de crimes contra o Estado Democrático de Direito

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano
Congresso

Lira nega que Bolsonaro vá viajar para não sancionar o Orçamento deste ano