Educação

Professores estaduais decidem manter greve

Sindicato da categoria afirmou que recorrerá na Justiça para pode seguir com o movimento, que foi considerado ilegal

Aulas presenciais na rede estadualAulas presenciais na rede estadual - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) informou que continuará com a greve iniciada nesta segunda-feira (19) e recorrerá na Justiça contra a decisão que considerou o movimento ilegal. Nesta terça (20), o sindicato fará atos simbólicos nas escolas e realizará uma carreata na próxima sexta-feira (23), no Recife. No entanto, não foi divulgado quando haverá uma nova assembleia da categoria para decidir a manutenção ou encerramento da greve.

De acordo com a  Secretaria de Educação e Esportes (SEE), cerca de 55% dos 87 mil estudantes do 3º Ano do Ensino Médio, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Educação Infantil da rede pública estadual retornaram às aulas presenciais, nesta segunda (19). Ainda segundo a pasta, quase 90% dos professores da rede também retornaram à sala de aula. Sem apresentar números, o Sintepe discordou dos dados divulgados pela Secretaria de Educação e afirmou que houve grande adesão à greve.

Sem atividades presenciais desde o dia 18 de março por causa da quarentena mais rigososa em Pernambuco, todos tiveram que seguir os protocolos e orientações das autoridades de saúde. A SEE ressalta que a decisão sobre a retomada ou não dos estudantes às salas de aula é dos pais, responsáveis e do próprio estudante. Ou seja, não há obrigatoriedade para assistir às aulas nas escolas. Os estudantes podem optar em permanecer nas atividades remotas, que seguem sendo ofertas na plataforma do Educa-PE.

"Ressaltamos que todas as escolas da rede estadual foram preparadas desde o ano passado atendendo a todos os critérios estabelecidos no Protocolo Setorial o que inclui a instalação de lavatórios, de dispenser de álcool em gel, comunicação dos protocolos e arrumação das salas obedecendo ao distanciamento social. Neste sentido, seguiremos atuando na busca por uma retomada segura", dizia a nota da Secretaria de Educação.

Próximas etapas
O calendário de retorno seguirá na próxima segunda-feira (26), com o retorno do 2º ano do Ensino Médio e do 8º e 9º anos do Fundamental. Neste mesmo dia as escolas municipais também estão autorizadas pelo Governo do Estado a retomarem as atividades presenciais. Por fim, em 3 de maio, retornam os alunos do 1º ano do Ensino Médio e dos 6º e 7º anos do Fundamental.

Veja também

Homens e idosos são principais vítimas de casos graves da Covid-19
Coronavirus

Homens e idosos são principais vítimas de casos graves da Covid-19

Jaboatão amplia vacinação para pessoas com comorbidades a partir dos 45 anos
Imunização

Jaboatão amplia vacinação para pessoas com comorbidades a partir dos 45 anos