Profissionais e usuários do Academia da Cidade protestam na Torre

Manifestantes pedem mais segurança nos polos do programa

Protesto da Academia da CidadeProtesto da Academia da Cidade - Foto: Cortesia/Whatsapp

Profissionais e usuários do Programa Academia da Cidade protestaram nesta quinta-feira (23), pedindo mais segurança nos espaços. Cerca de 30 pessoas se reuniram na Avenida Beira Rio, no bairro da Torre, Zona Norte do Recife.

Outro ato está programado para ocorrer no mesmo local durante a tarde. De acordo com os manifestantes, desde dezembro do ano passado, seis polos da Academia da Cidade foram atacados, dois deles arrombados mais de uma vez. Assaltantes levaram equipamentos de ginástica e eletrônicos.

A representante da Associação de Profissionais de Educação Física de Pernambuco, Liana Lisboa, comenta que o programa já funciona há 15 anos. “Ao invés de estarmos celebrando tanto tempo do programa, estamos aqui protestando pedindo mais segurança, porque está impraticável trabalhar nessas condições” disse ela. Liana também afirma que foi realizado um protesto em dezembro de 2016 e que um pedido de ajuda foi encaminhado para a Secretaria de Saúde do Recife e Polícia Militar, mas que até agora nada foi feito.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde do Recife informou que será realizado o aumento de rondas da guarda municipal nos polos da Academia da Cidade e proximidades. A SES disse que a Guarda Municipal do Recife ganhou, nesta quinta, o reforço de mais 382 profissionais para intensificar as rodas nos equipamentos de saúde. Com a nomeação o efetivo passa para 1796 agentes.

Veja também

Estudo da UnB investiga cepas do coronavírus Sars-CoV-2 encontradas no DF
Coronavírus

Estudo da UnB investiga cepas do coronavírus Sars-CoV-2 encontradas no DF

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia
Meio Ambiente

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia