Programa nos morros do Recife é aposta para a sustentabilidade

Mais Vida nos Morros comemora sucesso de minhocários, sistemas naturais de reciclagem

Empenho de Amélia Bandeira resultou no desenvolvimento de sua própria horta comunitáriaEmpenho de Amélia Bandeira resultou no desenvolvimento de sua própria horta comunitária - Foto: Leo Motta

Três baldes plásticos, composto orgânico, terra, folhas secas, restos de alimento e uma boa quantidade de minhocas vermelhas. Não é preciso muito para fazer um minhocário em casa - e marcar um gol a favor do meio ambiente. Essas “cientistas do solo” contribuem na redução de até 70% do lixo orgânico que é jogado fora ao transformar restos de alimentos em adubo.

Só em 2016, a média mensal de lixo domiciliar coletado no Recife chegou a aproximadamente 42 mil toneladas. Essa é a nova aposta da gestão municipal que, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Habitação, implantou esse sistema natural de reciclagem nas comunidades Alto do Maracanã, Mangabeira, Alto José do Pinho e Ibura. O projeto sustentável faz parte das intervenções do Mais Vida nos Morros, iniciativa que cria estímulos para a mudança de comportamento dos moradores de áreas de risco, engajando-os no cuidado de suas comunidades.

Em Três Carneiros, no Ibura, Zona Sul do Recife, dez moradores implantaram o sistema no quintal de casa. A inciativa deu tão certo que um dos pontos que serviam de acúmulo de lixo virou espaço de convivência. Cerca de 500 m² deram lugar a uma horta comunitária e bacos de paletes coloridos, que dão mais alegria. As hortas são alimentadas com adubo dos minhocários.

Amélia Bandeira, 54 anos, foi uma das moradoras que fizeram o projeto virar realidade. “É um prazer fazer parte dessa mudança. Algo simples que trouxe vida. De pronto aceitei ter um minhocário, pois estou fazendo minha parte ao não jogar resto de alimento em qualquer lugar. Ter uma horta comunitária é reflexo desse empenho”, conta.

A dona de casa Lindalva Pereira, 62, tem a própria horta. Ela cuida de seu minhocário junta à neta, Emilly, 6. “Com o chorume que sobra, borrifo as plantinhas. Ajuda também a afastar as pragas. Até já colhi minha alface para o almoço. O que sobra misturo com a terra e alimento as minhocas. Ganha eu, elas e o meio ambiente”, diz.

O minhocário produz húmus, adubo orgânico proveniente das fezes das minhocas, que ajudam a aumentar a quantidade de ar e água no solo. Elas quebram a matéria orgânica, como folhas e cascas de frutas e verduras, em nutrientes para as plantas. Também ajudam a virar o solo, levando matéria orgânica de cima e misturando-a com o solo abaixo.

 

Veja também

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada
Governo Federal

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada

Aumento do diesel eleva 'insatisfação' de caminhoneiros, mas governo ainda não vê risco de greve
Greve

Aumento do diesel eleva 'insatisfação' de caminhoneiros, mas governo ainda não vê risco de greve