EXPLORAÇÃO SEXUAL

Proposta de trabalho com massoterapia na verdade era exploração sexual

Pelo menos sete jovens entre 20 e 25 anos foram vítimas de crime

Voto eletrônicoVoto eletrônico - Foto: Wilson Dias/ABr

 

Pelo menos sete jovens entre 20 e 25 anos foram vítimas de crime de exploração sexual, no Recife. Antônio Ricardo Ribeiro foi preso após denúncia de uma delas, atraída pelo anúncio de trabalho em uma empresa de mas­soterapia. Segundo a delegada Inalva Regina, titular da Delegacia da Mulher, Antônio Ricardo anunciava a oportunidade de emprego no site de anúncios de classificados OLX. Mas na verdade o trabalho era em uma casa de prostituição.

O suspeito mantinha uma sala em um edifício, na Rua José de Alencar, na Boa Vista, no Recife. Ele foi levado para audiência de custódia e poderá responder com cinco anos de reclusão, pelo crime de induzir ou atrair alguém à prostituição ou outra forma de exploração sexual.

Ainda de acordo com a delegada Inalva Regina, as candidatas eram convidadas a passar por treinamento assistindo a um vídeo de como deveriam fazer a massagem. Depois teriam que praticar com o chefe Antônio Ricardo. Segundo os depoimentos, ela eram obrigadas a fa­zer sexo com ele.

 

Veja também

Canal gerenciado por Felipe Neto se reposiciona e quer apostar na diversidade
Youtube

Canal gerenciado por Felipe Neto se reposiciona e quer apostar na diversidade

Sikêra Júnior diz que pediu para morrer no 14º dia doente
Covid-19

Sikêra Júnior diz que pediu para morrer no 14º dia doente