Coronavírus

Protocolos de higiene são desrespeitados em volta de atividades esportivas no Recife

Liberação dessas atividades foi anunciada na última segunda-feira (24), pela Prefeitura do Recife, por conta da redução dos indicadores da Covid-19

Atividades esportivas no RecifeAtividades esportivas no Recife - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Poucas pessoas aproveitaram a manhã desta terça-feira (25) para realizar a prática de futevôlei, vôlei e tênis de praia, aulas em grupo com profissionais de Educação Física, e corridas de bicicleta em pistas de BMX. Mesmo com baixa adesão, os protocolos de higiene, como uso de máscaras, foram pouco respeitados. 

A liberação dessas atividades esportivas no Recife foi anunciada na última segunda-feira (24), pela Prefeitura do Recife, por conta da redução dos indicadores da Covid-19 na Capital pernambucana. 

As recomendações para a prática desses esportes são as mesmas estabelecidas para a orla de Boa Viagem, parques e praças. Entre as medidas, estão o uso de máscara; respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metro; utilização de álcool em gel a 70% para higienização das mãos; higienizar os equipamentos de uso e não compartilhar objetos como garrafas, copos, entre outros. 

Segundo a secretária-executiva de Esporte, Yane Marques, os protocolos estão disponíveis no site da Prefeitura do Recife e destaca que esses esportes não foram liberados anteriormente por terem mais chances de aglomerar pessoas. 

“Esses esportes não estavam liberados por que partimos do princípio que esses espaços com área limitada são passíveis de aglomeração e aí seguramos. O protocolo é uma orientação a partir de um estudo em uma tentativa de redução dos danos causados pela doença. Com isso a gente reduz o contágio, retoma uma rotina normal, eu digo pra seguir os protocolos para continuar com a retomada”, disse Yane. 

Nos parques da Jaqueira e de Santana, as pistas públicas de BMX ficam à disposição dos usuários que praticam o esporte. Apesar da liberação, a reportagem da Folha de Pernambuco registrou um movimento fraco nos dois equipamentos. 

Somente no Parque de Santana, foi registrada a prática de Skate, pelo fotógrafo Victor Inojosa, que ressaltou a importância do esporte para a saúde, desde que respeitando os protocolos. “Acho boa essa liberação, mesmo sabendo de todos cuidados de isolamento, da pandemia, a gente já sabe quais medidas tomar. Ontem tinha muita gente, não pratiquei, e hoje vim mais cedo. É preciso que tenha fiscalização para evitar as aglomerações, para evitar os riscos, para que todos utilizem o espaço da maneira correta, com cuidados necessários”, disse. 

Já na praia de Boa Viagem, a prática de futevôlei teve pouca adesão. Apenas um grupo de 7 pessoas estavam aproveitando a manhã de sol. 

O estudante Yan Henrique aproveitou a autorização da prefeitura para praticar o futevôlei pela primeira vez na praia de Boa Viagem. “Todo cuidado é pouco nesse momento. Priorizo muito a prática em locais abertos para não ter o perigo de contrair o coronavírus. É um momento para voltar aos poucos, para não se lesionar e não aglomerar”, afirmou.

Apesar de as atividades terem sido liberadas na última segunda (24), a prática destes esportes vem sendo realizada há pelo menos mais de um mês. Nesse período, já foram registros grupos com mais de 10 pessoas em treino coletivo, uso de equipamentos compartilhados e ausência de máscaras durante as atividades. 

A fiscalização das irregularidades é de responsabilidade da Guarda Municipal do Recife, Polícia Militar e da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon).

Veja também

Real Madrid sofre gol no início, joga mal e perde para o Cádiz em casa
Laliga

Real Madrid sofre gol no início, joga mal e perde para o Cádiz em casa

Ibra faz 2 gols em retorno após covid-19, e Milan vence Inter em clássico
Italiano

Ibra faz 2 gols em retorno após covid-19, e Milan vence Inter em clássico