Próximos na tabela, porém afastados no retrospecto

Tira-teima ajuda a explicar o motivo de o Timbu estar em situação melhor do que a do CRB, adversário de amanhã dos pernambucanos

UFPEUFPE - Foto: Divulgação

 

O confronto entre Náutico e CRB, amanhã, às 16h30, no Rei Pelé, reúne duas equipes que, até certo ponto, estão próximas na classificação e lutam pelo mesmo objetivo. Mas um pequeno tira-teima dos números frios aponta o porquê de o Timbu estar no 4º lugar com 54 pontos e ter 59% de chances de acesso, enquanto o Galo é o 8º com 49 e possuir apenas 3% de possibilidade de subir. Resumidamente, o equilíbrio entre a defesa e ataque, as campanhas como mandante e visitante, além da estabilidade, deixam os pernambucanos em uma situação melhor na Série B do Campeonato Brasileiro.
 

O ponto mais em comum entre as duas equipes, no momento, é o poderio ofensivo. São donos dos melhores ataques da competição. O Timbu balançou as redes 50 vezes contra 49 do Galo da Pajuçara. Na defesa, os números são bem diferentes. O CRB sofreu 49 gols e tem os piores números no quesito. O Náutico tomou 36 tentos e está na 12ª posição neste item.

Outro ponto distinto entre os clubes está no rendimento como mandante e visitante. Os pernambucanos têm a 7ª melhor campanha como visitante com 16 pontos conquistados - quatro vitórias, quatro empates e oito derrotas -, já os alagoanos estão apenas na 15ª posição atuando no Rei Pelé, com sete vitórias, dois empates e sete derrotas.
 

Mas todos esses dados não entrarão em campo amanhã e é isso que o técnico Givanildo Oliveira tem passado aos jogadores. “Givanildo não conversou sobre isso (números) com a gente porque ele sabe que o CRB é um bom time. Não podemos pensar que a zaga deles é uma das piores ou que o ataque é o segundo melhor. O foco é para fazer o melhor em campo. Eles vão entrar com toda a vontade possível, querendo vencer”, comentou o zagueiro Igor Rabello.

 

Veja também

Sonda conclui a primeira coleta de amostra em um asteroide feita pela Nasa

Sonda conclui a primeira coleta da Nasa de amostra em asteroide

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19
Coronavírus

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19