PSB será liderado por uma ruralista do MS

A nova líder do PSB na Câmara Federal é uma das representantes do agronegócio no Mato Grosso do Sul

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Arthur Mota

A partir de hoje, quando a Câmara Federal voltar do recesso, a bancada do PSB terá como líder a deputada Teresa Cristina, uma das representantes do agronegócio no Mato Grosso do Sul. Ela derrotou por 22 votos contra 14 o pernambucano Tadeu Alencar, que assumiu interinamente a liderança em 2016 após o afastamento do líder Paulo Foletto para tratamento de saúde. A nova líder é a única representante do PSB do seu Estado na Câmara Federal, ante 8 de Pernambuco. Mas isso não foi suficiente para impedir sua vitória. Ela teve o apoio do PSB de São Paulo, liderado pelo vice-governador Márcio França e do ministro pernambucano Fernando Filho, que ainda conseguiu o voto de João Fernando Coutinho. A derrota de Tadeu Alencar nessa disputa significa que, a partir de agora, o PSB na Câmara Federal estará irremediavelmente rachado. Uma ala seguirá ligada ao governo e outra, até então independente, próxima da oposição.

O troco de Fernando Filho
O deputado Fernando Filho virou ministro de Minas e Energia do governo Temer sem o aval do PSB pernambucano e agora lhe deu o troco. Trabalhou, incansavelmente, para impedir que Tadeu Alencar fosse mantido na liderança da bancada, e conseguiu. O próprio governador Paulo Câmara se envolveu na disputa ao exonerar Felipe Carreras da Secretaria do Turismo para que ele pudesse votar em Alencar.

Espaço > A bancada do PSB de SP votou em Teresa Cristina (MS) para líder alegando que PE ficou com o ministério (Minas e Energia) que foi oferecido ao partido. Esquece, porém, que nem Paulo Câmara nem Geraldo Júlio avalizaram o nome de Fernando Filho. Ele chegou lá com o apoio da maioria da bancada.

Traição > A palavra mais suave que se ouvia ontem no PSB-PE pelo fato de o deputado João Fernando Coutinho não ter votado em Tadeu Alencar para líder da bancada na Câmara Federal foi “traidor”.

Socialista? > A nova líder do PSB na Câmara Federal, Teresa Cristina, foi secretária de Desenvolvimento Agrário do ex-governador André Puccinelli (MS). Se Arraes fosse vivo, teria um troço.

Justiça > Do vice-governador Raul Henry (PMDB) sobre a candidatura de Paulo Câmara (PSB) à reeleição em 2018: “Pernambuco haverá de fazer justiça ao grande homem público que ele tem sido”.

Sozinho > Sem o apoio do seu próprio partido, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) vai disputar amanhã, pela 3ª vez, a presidência da Câmara Federal. Nas duas vezes que disputou, ele teve o decidido apoio do então presidente nacional do partido, Eduardo Campos, como forma de marcar posição na Casa.

Ciúme > Michel Temer, em sua passagem anteontem por Pernambuco, fez tantos elogios aos ministros Mendonça Filho (Educação) e Bruno Araújo (Cidades) que deve ter deixado enciumados os outros dois pernambucanos que estavam em Floresta: Fernando Filho (Minas e Energia) e Raul Jungmann (Defesa).

Vórtex > Apontada como desdobramento da “Turbulência”, que investiga quem seriam os donos do jatinho que caiu em Santos e matou o ex-governador Eduardo Campos, a “Operação Vórtex” deflagrada ontem em PE pela PF deveria acelerar suas investigações para evitar que culpados sejam tratados como inocentes, e inocentes vistos como culpados. Afinal, 17 meses já se passaram da tragédia e os pernambucanos até hoje não conhecem a verdade.

 

Veja também

'Diálogo que Transforma' é o tema da sétima edição do “Brazil Conference at Harvard & MIT”
TV AURORA

'Diálogo que Transforma' é o tema da sétima edição do “Brazil Conference at Harvard & MIT”

Governo autoriza apoio da Força Nacional ao ICMBio na Amazônia
Meio ambiente

Governo autoriza apoio da Força Nacional ao ICMBio na Amazônia