Notícias

Putin declara abril como mês de descanso com direito a salário na Rússia

A medida é uma estratégia de Putin contra o novo coronavírus

Vladimir Putin, presidente russoVladimir Putin, presidente russo - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou nesta quinta-feira (2) que abril será um mês de descanso obrigatório no país, mas trabalhadores terão seus salários preservados durante o período.

A medida é uma estratégia de Putin contra o novo coronavírus. A Rússia possui 3.548 casos confirmados e 30 mortes causadas pela Covid-19, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Cada região russa poderá escolher quais empresas serão autorizadas a trabalhar e qual tipo de confinamento irá impor à sua população. "A ameaça persiste. Os virologistas estimam que o pico da epidemia não foi alcançado no mundo, nem em nosso país", disse o presidente russo em discurso televisionado.

Leia também:
Sony anuncia fundo de US$ 100 milhões para ajudar no combate ao coronavírus
Universidades públicas tentam esvaziar moradias estudantis para impedir contágio por coronavírus


Putin também agradeceu os profissionais de saúde e disse que as medidas que vinham sendo tomadas pelo governo fizeram a Rússia "ganhar tempo" no combate ao novo coronavírus.

A medida pode impactar a economia da país, que já enfrenta um período difícil após a queda do preço dos barris de petróleo no último mês. Se a situação melhorar, disse Putin, a quarentena pode acabar antes do previsto.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Associação que assiste doentes de fígado passa a receber doações pelo Imposto de Renda
Solidariedade

Associação que assiste doentes de fígado passa a receber doações pelo Imposto de Renda

Menina se fingiu de morta para sobreviver a massacre no Texas
Estados Unidos

Menina se fingiu de morta para sobreviver a massacre no Texas