Rússia

Putin quer 'continuar trabalhando' com países ocidentais sobre segurança europeia

O presidente russo criticou, no entanto, a rejeição dos países ocidentais a suas principais exigências

Presidente da Rússia, Vladimir PutinPresidente da Rússia, Vladimir Putin - Foto: Sergei Karpukhin / Pool / AFP

O presidente russo Vladimir Putin disse nesta terça-feira (15) que deseja "continuar trabalhando em conjunto" com os países ocidentais sobre a segurança europeia para desescalar a crise na Ucrânia

"Estamos dispostos a continuar trabalhando em conjunto. Estamos dispostos a seguir o caminho da negociação", disse em entrevista coletiva junto ao chanceler alemão Olaf Scholz.

O presidente russo criticou, no entanto, a rejeição dos países ocidentais a suas principais exigências, as quais "infelizmente não receberam uma resposta construtiva".

Essas reivindicações são o fim da política expansionista da Aliança Atlântica, o compromisso de não implementar armas ofensivas perto das fronteiras russas e a retirada de infraestruturas da Otan das fronteiras de 1997, antes de a organização não receber ex-membros do bloco soviético.

Putin também destacou que não vai renunciar a essas demandas e que elas fariam parte das negociações entre russos e ocidentais.

"Queremos [uma guerra] ou não? É óbvio que não. Por isso apresentamos nossas propostas para um processo de negociação", reiterou.

O presidente russo também confirmou "uma retirada parcial dos militares" na fronteira com a Ucrânia, mas não quis comentar.   

Veja também

Motorista perde controle de ônibus, derruba postes e atinge muro de escola em Jaboatão
GRANDE RECIFE

Motorista perde controle de ônibus, derruba postes e atinge muro de escola em Jaboatão

Saiba quando vai ser o eclipse solar total de 2024 e como observar o fenômeno
MUNDO

Saiba quando vai ser o eclipse solar total de 2024 e como observar o fenômeno