Quadrilha é presa por roubos em Boa Viagem e no Cabo

Com os criminosos foram encontradas armas de fogo, espingardas de pressão, carros roubados e dois distintivos policiais falsificados

Com a quadrilha foi encontrada uma série de objetos roubados, armas e até mesmo dois distintivos falsosCom a quadrilha foi encontrada uma série de objetos roubados, armas e até mesmo dois distintivos falsos - Foto: Divulgação / PCPE

Quatro homens que faziam parte de uma quadrilha suspeita de cometer diversos roubos de carros e assaltos a casas lotéricas e joalherias no Estado de Pernambuco foram presos na tarde dessa quinta-feira (12) pela Polícia Civil de Pernambuco. As prisões ocorreram no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, e no município de Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Ramon Teixeira, a associação criminosa planejava cometer outro roubo, desta vez  numa joalheria no município de Barreiros, Mata Sul de Pernambuco, nesta sexta (13).

Com os presos, a Polícia apreendeu um automóvel roubado, uma pistola cal. 380 com numeração raspada, dois distintivos policiais falsos, balaclava, facas militarizadas, espingardas de pressão, chaves de veículos roubados e uma grande quantidade de fraldas e mercadorias similares sem origem comprovada.

A Polícia ainda procura dois veículos - um Jeep Renegade e um Corolla -, sobre os quais há suspeitas de terem sido utilizados nos crimes. O carro apreendido foi roubado há cerca de um ano no município de Caruaru, Agreste pernambucano, e a vítima do roubo já foi contactada.

Leia também:
Quadrilhas envolvidas em homicídios e tráfico de drogas e armas em Olinda são desarticuladas
Presidiários comandavam quadrilha de roubo de retroescavadeiras


Segundo as investigações da Polícia Civil, a quadrilha roubava os veículos com o objetivo de cloná-los e utilizá-los posteriormente nas ações criminosas. “Pela conjuntura da investigações, eu diria que é muito provável que a quadrilha utilizava os distintivos policiais na prática dos crimes, mas nós ainda não delineamos com precisão de que forma essa quadrilha realizava as abordagens. É também interessante que vítimas desse grupo nos ajudem a entender como eles praticavam os crimes.”, afirmou o delegado Ramon Teixeira.

Alex Andrade da Silva, Luiz Carlos Pinheiro da Silva, Danilo Paulo de Lima Pereira e Geneson Patrick Cabral da Silva foram autuados em flagrante pelos delitos de receptação de produtos roubados, uso de documento falso, posse de arma de fogo com numeração raspada, usurpação de função pública e associação criminosa armada. Alex Andrade e Luiz Carlos já tinham passagem pela polícia por roubo e posse de armas de fogo.

Veja também

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental
Diplomacia

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental

STF inicia julgamento sobre validade de acordos coletivos de trabalho
Justiça

STF inicia julgamento sobre validade de acordos coletivos de trabalho