Quarentena: bloqueios são montados no Recife para orientação de motoristas

Há pelo menos quatro bloqueios na capital pernambucana nesta manhã

Bloqueio educativo pré-quarentena em PernambucoBloqueio educativo pré-quarentena em Pernambuco - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Pelo menos quatro pontos de bloqueios foram montados na manhã desta terça-feira (12) no Recife em cumprimento ao decreto do Governo do Estado de Pernambuco que impõe normas rígidas de isolamento social. Segundo a Polícia Militar, ao todo, 34 pontos foram montados nas cinco cidades da Região Metropolitana do Recife contempladas no decreto: Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata, além da capital pernambucana.

Desta terça até sexta-feira (15), o trabalho será focado na orientação sobre as novas medidas. A partir de sábado (16), começa a vigorar o isolamento rígido nos cinco municípios. A medida vale até o dia 31 deste mês e prevê, entre outras ações, o rodízio de carros por todas as pessoas, incluindo os motoristas de aplicativo. O decreto permite livre acesso apenas a táxis, ônibus e veículos de trabalhadores de serviços essenciais, conforme declaração do empregador ou documentação que possa comprovar a condição.

Neste primeiro dia de bloqueios educativos no Recife, profissionais da CTTU, Guarda Municipal e da Polícia Militar estão abordando motoristas de carros que passam próximo ao Shopping Tacaruna, no bairro de Santo Amaro; diante da Fábrica Tacaruna, na avenida Agamenon Magalhães; no Cais José Estelita, na região central; e diante da Polícia Rodoviária Federal, no bairro do Pina, Zona Sul. Os pontos dos bloqueios, porém, segundo da PMPE, não são fixos.

Leia também:
Pernambuco adota medidas mais rígidas para combate ao coronavírus
Veja os serviços que seguirão funcionando na quarentena e quem estará autorizado a circular sem rodízio
Rodízio de carros no Recife não aplicará multas a condutores infratores
Governadores dizem que vão ignorar decreto de Bolsonaro para reabertura de salões e academias

“Nessa primeira semana, de hoje até sexta-feira, estaremos focados na conscientização dos motoristas quanto ao rodízio de veículos, o uso de máscaras, a quantidade de pessoas que é permitido transportar nos veículos, tudo que está previsto no decreto. A partir do sábado (16). iniciaremos as ações repressivas para aqueles cidadãos que infringirem as medidas com base naquilo foi decretado”, declarou o tenente-coronel Augusto Vilaça.

O tenente-coronel relembrou as medidas que motoristas de carros e motos devem adotar. “Além dos rodízios, os veículos só poderão transportar 3 pessoas, contando com o motorista. Todas as pessoas que estejam em via pública dentro ou fora do veículo deverão usar máscaras”, afirmou. Havendo resistência e o descumprimento das medidas o infrator será conduzido à delegacia e autuado.

O oficial informou que os bloqueios são feitos de acordo com o comportamento da população em relação ao cumprimento do decreto. Diariamente serão avaliados os locais onde as barreiras serão montadas. "Estamos vendo o avanço dessa doença. Os números já viraram nomes e mais hoje mais facilmente você conhece alguém que adoeceu, foi internado ou até morreu. Isso mostra que a doença está por perto. Como a gente não tem vacina, remédio, a única forma de conter o avanço da pandemia é o distanciamento social. O quanto antes a gente conseguir fazer esse distanciamento e evitar que a doença se propague melhor", orientou.

Para a analista Mariza Machado, as novas medidas são exageradas. "Todos já estão conscientes do que deve ser feito para se proteger contra o vírus. Acaba-se criando um alarmismo em torno da doença", acredita. Por outro lado, há quem defenda as ações, como é o caso do advogado Valdemir Nunes, 54. "O momento que estamos passando é difícil e só temos a opção de ficar em casa. É importante sempre alertar à população, pois sempre tem os desavisados que acabam quebrando as regras", comentou. O analista financeiro Danilo Barros, 34, ressalta que deveria ocorrer também fiscalizações nos ônibus. "Quem está dentro do seu carro de certa forma não corre tanto perigo. Quem está no transporte público está mais exposto", disse.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Brasil tem 20.503 casos e 464 mortes pela Covid-19 em 24 horas
Boletim nacional

Brasil já acumula quase 20 milhões de diagnósticos e 556.834 mortes pela Covid-19

Pernambuco registra 643 novos casos e 24 óbitos pela Covid-19 nas últimas 24 horas
Coronavírus

Pernambuco já totaliza 18.808 mortes pela Covid-19