Quarentena reduziu em quase 80% taxa de contágio do coronavírus na Áustria

A baixa velocidade de transmissão é considerada um dos principais critérios para relaxar medidas de isolamento social

Pandemia do novo coronavírus na ÁustriaPandemia do novo coronavírus na Áustria - Foto: Erich SPIESS / EXPA / APA / AFP

As medidas de lockdown na Áustria reduziram a taxa de contágio do novo coronavírus em quase 80%, de 3 para 0,68 -ou seja, na média, cada pessoa infectada transmite o vírus para 0,68 pessoa-, afirmou nesta quarta-feira (15) o Ministério da Saúde. A baixa velocidade de transmissão é considerada um dos principais critérios para relaxar medidas de isolamento social. Nesta terça (14), a Áustria permitiu a reabertura de lojas com menos de 400 metros quadrados, limitando o número de clientes a 1 por 20 metros quadrados.

Leia também:
Itália e Áustria começam a reabrir lojas de forma parcial
Governo Bolsonaro recorre ao STF para que estados e municípios sigam regras federais de isolamento

Com 4,3 mortes por 100 mil habitantes até a manhã desta quarta, a Áustria registrou o primeiro caso de coronavírus em 26 de fevereiro, mas começou a implementar medidas de isolamento antes da primeira morte, em 12 de março. O lockdown foi decretado em 16 de março e, desde 6 de abril, é obrigatório o uso de máscara na rua.

O país testou 1.685 pessoas por 100 mil habitantes e aplicou um estudo aleatório para rastrear tanto infectados quanto portadores de anticorpos (que já teriam reagido ao novo coronavírus e, supostamente, ficado imunes). O número divulgado nesta quarta vale para os 13 dias encerrados na segunda-feira (13). O ministério afirmou que vai acompanhar de perto a evolução do contágio após a reabertura de parte das lojas, para balizar próximas decisões.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro