Notícias

R$ 2 mil de recompensa por irmãos acusados de duplo homicídio na Mustardinha

Edvan e Evandro Souza Silva são foragidos da Justiça e procurados pela morte de Fábio Reinaldo Silva Dantas e Ivo da Silva Lira em julho de 2016

Site do Disque DenúnciaSite do Disque Denúncia - Foto: Reprodução

O Disque Denúncia e a Polícia Civil lançaram, nesta quinta-feira (26), campanha para oferecer recompensa a quem der informações que levem à captura de dois irmãos suspeitos de um duplo homicídio ocorrido no bairro da Mustardinha, na Zona Oeste do Recife, em julho passado. Edvan e Evandro Souza Silva, de 28 e 31 anos respectivamente, são foragidos da Justiça e procurados pela morte de Fábio Reinaldo Silva Dantas e Ivo da Silva Lira.

Quem tiver informações sobre o paradeiro dos acusados pode entrar em contato com o Disque Denúncia pelo site ou pelo telefone (81) 3421.9595. "Fazemos essa campanha com garantia de anonimato. No site, por exemplo, há diversos recursos inclusive para o envio de vídeos e imagens para auxiliar na captura dos suspeitos", afirma o delegado responsável pelo caso, Diogo Victor. A recompensa é de R$ 2 mil.

Entenda o caso

O duplo homicídio aconteceu em 2 de julho de 2016 quando os irmãos Edvan e Evandro foram a um depósito de bebidas para vingar a morte de um dos irmãos deles, que teria sido morto havia pelo menos sete anos - os acusados acreditavam que Ivo teria participado do crime, mas a polícia não possui provas ou denúncias formais contra ele. "Eles se passaram por clientes do estabelecimento e aproveitaram um momento de distração para efetuar os disparos. As investigações apontam que os acusados já haviam ido ao local dias antes e planejado o crime", informou o delegado.

Já a morte de Fábio teria acontecido porque ele estava, nas palavras do delegado, "no lugar errado e na hora errada". "A investigação concluiu que os dois acusados foram ao local para se vingar. Fábio, que também trabalhava nesse depósito de bebidas, apareceu no momento em que Edvan e Evandro faziam os disparos contra Ivo e aí atiraram contra Fábio também."

Em meados de setembro de 2016, a polícia pediu a prisão preventiva dos dois irmãos, mas a Justiça negou. O inquérito foi devolvido à polícia, que fez mais diligências e concluiu as investigações em novembro - foi quando o Ministério Público denunciou a dupla. No último dia 6 de janeiro, a Justiça decretou a prisão deles. Edvan e Evandro foram indiciados por homicídio duplamente qualificado.

Veja também

Contágios da varíola do macaco geram preocupação na Europa
Saúde

Contágios da varíola do macaco geram preocupação na Europa

Paulista realiza vacinação contra a Covid-19 em seis polos neste sábado
Saúde

Paulista realiza vacinação contra a Covid-19 em seis polos neste sábado