Rafael frisa necessidade de melhor aproveitamento fora de casa

“A primeira chance que tivermos, temos que fazer o gol”, afirmou o zagueiro

Vado da Farmácia administrou a cidade de 2013 a 2016Vado da Farmácia administrou a cidade de 2013 a 2016 - Foto: Divulgação

Na quinta posição da Série B do Campeonato Brasileiro, com 57 pontos, o Náutico não depende apenas de si para conseguir o acesso à Série A. Para retornar ao G4, o Timbu precisa vencer o Tupi, sábado (19), fora de casa, e torcer pelo tropeço do Bahia perante o Bragantino, na Arena Fonte Nova.

“Precisamos dos três pontos. Temos que ir pensando nisso. Qualquer outro resultado nos elimina da competição. Estamos com foco total para vencer e sabemos que não adianta torcer por outros times e não fazer o nosso dever”, afirmou o zagueiro Rafael Pereira.

Para o defensor, o Timbu precisa ser letal na frente, já imaginando que o duelo será de poucas chances para os dois lados. “Fora de casa, a primeira chance de gol que tivermos, precisamos fazer o gol. Desse jeito o outro time se abre, dando mais espaço para os contra-ataques”, alertou.

O Náutico é o nono melhor visitante da Segundona, com quatro vitórias, quatro empates e 10 derrotas fora de casa. Um aproveitamento de 29,6%.

Veja também

Pesquisa detecta coronavírus no esgoto de Florianópolis em amostras de novembro de 2019
Coronavírus

Pesquisa detecta coronavírus no esgoto de Florianópolis em amostras de novembro de 2019

Entregadores de apps programam nova paralisação para 12 de julho
Paralisação

Entregadores de apps programam nova paralisação para 12 de julho