A-A+

Arboviroses

Recife confirma primeira morte por chikungunya em 2021; é a segunda por arbovirose na cidade

Mosquito Aedes aegyptiMosquito Aedes aegypti - Foto: Pixabay

Um mês após confirmar seu primeiro óbito por dengue no ano, o Recife registra mais uma morte por arboviroses. Dessa vez, por chikungunya, confirmada no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Recife (Sesau).

De acordo com a Sesau, a vítima fatal era uma mulher de 90 anos que residia no bairro de Jardim São Paulo, Zona Oeste da cidade.

"A idosa começou a apresentar sintomas como febre, dor de cabeça e dor no corpo no dia 8 de junho. No dia 12 de junho, deu entrada em um hospital do Governo do Estado e faleceu no dia 14", diz a nota.

A causa da morte da paciente foi confirmada por meio de critério clínico-laboratorial, após análise e discussão do caso pela equipe técnica da Vigilância Epidemiológica do município.

Somente este ano, foram notificados 11 óbitos suspeitos, dos quais dois foi foram confirmados, um para chikungunya (critério clínico laboratorial) e um para dengue (critério clínico epidemiológico) e cinco foram descartados, todos pelo critério clínico epidemiológico.

No mesmo período do ano passado, houve notificação de oito óbitos suspeitos, setre descartados por critério clínico epidemiológico e um descartado por critério clínico laboratorial. 

Em 2021, até a semana epidemiológica (SE) 35, foram notificados 22.240 casos suspeitos de arboviroses, sendo 8.494 casos de dengue, 13.278 de chikungunya e 468 de zika. Dentre essas notificações, foram confirmados 4.717 casos de dengue e 10.093 casos de chikungunya. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, houve aumento de aproximadamente 356% dos casos notificados e de 447% dos casos confirmados de arboviroses.

Relembre o primeiro óbito por dengue
Em agosto, a Sesau  confirmou a primeira morte dengue este ano no Recife. A vítima foi um homem de 76 anos que residia no bairro de San Martin, também na Zona Oeste da cidade. Ele apresentou sintomas como febre, dor no corpo, manchas na pele e inchaço.

No dia 21 de maio, a vítima deu entrada em um hospital do Governo do Estado. A morte do paciente aconteceu no dia 27 de maio e foi confirmada por meio de critério clínico-epidemiológico após análise do Comitê Municipal de Investigação dos Óbitos por Arboviroses. A Prefeitura do Recife confirmou o óbito no boletim epidemiológico da semana 28.

Veja também

STJ anula denúncia sobre tragédia de Brumadinho e federaliza o caso
Brumadinho

STJ anula denúncia sobre tragédia de Brumadinho e federaliza o caso

Juízas afegãs ameaçadas pelo Talibã chegam ao Brasil após operação de resgate
BRASIL-AFEGANISTÃO

Juízas afegãs ameaçadas pelo Talibã chegam ao Brasil após operação de resgate