Recife firma parceria internacional sobre política de drogas

Medidas pensadas na parceria entre Recife e Medellín buscam preparar não somente o usuário, mas também a família e a sociedade para recebê-lo

PCR firma parceria com Medellín, capital da Colômbia, para trocar experiências em torno das políticas públicas de reintegração social dos usuários de drogasPCR firma parceria com Medellín, capital da Colômbia, para trocar experiências em torno das políticas públicas de reintegração social dos usuários de drogas - Foto: Julya Caminha / Folha de Pernambuco

A fim de promover o fortalecimento da política de drogas da capital recifense, no sentido de recuperação e reintegração do ex-usuário na sociedade, a Prefeitura do Recife firmou uma parceria com a cidade de Medellín, capital da Colômbia, em solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (29).

Será uma troca de experiências entre as duas cidades que possuem um quadro semelhante no que se refere à situação dos usuários de drogas. “A gente não tem ‘cracolândia’, mas temos cenas de uso em Recife”, aponta a secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre drogas e Direitos Humanos do Recife, Ana Suassuna.

“Eles têm uma rede de atendimento que envolve várias secretarias integradas. O foco deles é a injustiça social, trabalham tanto a inclusão como o acolhimento, bem semelhante ao que acontece aqui no Recife”, explica o secretário-executivo de políticas sobre drogas do Recife, André Sena.

Leia também:
Recife e Medellín unidas para políticas sobre drogas
Pernambuco muito longe de igualar-se Medellín
Abertas inscrições para seminário de políticas sobre drogas

Para o gerente geral da secretaria de inclusão social de Medellín, Cesar Hernández, a prioridade está no manejo das pessoas consumidoras de drogas e o impacto em sua família. “Uma política pública não pode mirar apenas no problema, mas precisa apontar as soluções. É isto que estamos encontrando no Recife: políticas integradoras, políticas que estão trabalhando a reinserção social e política e que estão dando oportunidade de dignificação das pessoas.”

Dentre as medidas pensadas para atender aos usuários de drogas no Recife está o “farol social”, estratégia de inclusão que busca trabalhar a reintegração do ex-usuário junto à família e amigos. "Cada caso é muito singular. A gente vai ter que trabalhar bastante para que esse usuário possa conduzir a sua vida de forma íntegra", conclui Suassuna.

Veja também

Hospital Veterinário do Recife abre seleção para estágio obrigatório
Folha Pet

Hospital Veterinário do Recife abre seleção para estágio obrigatório

Cartilha explica leis trabalhistas do Brasil para imigrantes
INFORMATIVO

Cartilha explica leis trabalhistas do Brasil para imigrantes