Fim de Semana

Recife tem domingo menos movimentado, mas população descumpre protocolos sanitários

A máscara tem sido um acessório cada vez menos visto nas ruas durante os finais de semana

Praia de Boa ViagemPraia de Boa Viagem - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Apesar de ser um item obrigatório em Pernambuco, a máscara tem sido um acessório cada vez menos visto nas ruas durante os finais de semana. Neste domingo (18), a reportagem da Folha de Pernambuco circulou pelo Bairro do Recife, no Centro, e nas praias de Boa Viagem, na Zona Sul, e Piedade, no Jaboatão dos Guararapes, e constatou que boa parte dos transeuntes desses espaços não utilizava máscaras nem respeitava as regras de isolamento social. Embora a desobediência ficasse nítida, havia, também, um movimento abaixo dos outros domingos nesses locais.

Pela manhã, ciclistas e praticantes de exercícios individuais ocuparam as principais faixas do Bairro do Recife, aproveitando a implementação das ciclofaixas de lazer. Em uma ronda pelas Avenidas Cais do Apolo e Rio Branco, além do Marco Zero, foi possível perceber uma queda na movimentação em relação aos domingos anteriores. 

Entretanto, quem visitiva o local pela primeira vez desde o retorno das atividades do bairro reclamou da aglomeração das pessoas e do não uso de máscaras por parte dos frequentadores. "Viemos pela primeira vez no último feriado de Nossa Senhora de Aparecida. Fomos no Cais do Sertão e estava muito tranquilo, mas hoje está muito cheio", conta o servidor público Rubem Carneiro.

Praias
Embora não estivesse tão cheia como nos últimos feriadões ou finais de semana, a Praia de Boa Viagem, na Zona Sul, tinha um público considerável. E a maior parte das pessoas abriu mão do uso das máscaras. Além disso, as barracas na faixa de areia não tinham o espaço adequado para distanciamento. Em trechos da Praia de Piedade, por sua vez, havia uma organização maior entre os comerciantes para evitar aglomeração na área das barracas. Mas a população também deixou a máscara de lado por lá. 

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria