A-A+

Rec'n'play aborda iniciativas sustentáveis e valida Plano de Turismo Criativo

A tarde desta quarta-feira (7), primeiro dia da segunda edição do festival Rec'n'Play, contou com uma série de atividades

Bióloga Helena Andrade Lima palestrou sobre iniciativa sustentáveBióloga Helena Andrade Lima palestrou sobre iniciativa sustentáve - Foto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

A tarde desta quarta-feira (7), primeiro dia da segunda edição do festival Rec'n'Play, contou com uma série de atividades sobre o campo da economia criativa a maneiras de ocupação do espaço público, turismo criativo, design de jogos e o uso da tecnologia para promoção da inclusão social. Entre elas, a roda de conversa "Iniciativas Sustentáveis para Pequenos Negócios Criativos", no prédio do Porto Digital, no Bairro do Recife, a validação do Plano de Turismo Criativo do Recife, na praça do Arsenal, e a palestra sobre “Liderança Contemporânea sob o olhar das novas economias e Design Thinking”, que ocorreu no Paço do Frevo.

A roda de conversa sobre iniciativas sustentáveis teve como intuito disseminar a intenção do meio sustentável para desenvolver o empreendedorismo. Segundo a bióloga e participante da mesa redonda, Helena Andrade Lima, o Rec'n'Play é um evento importante por abordar diversas temáticas, como as possibilidades de incrementar os negócios de pequenos empreendedores. "Aqui são mostrados cases que mostram o que esta acontecendo no mercado, o que os empresários estão conseguindo fazer, quais suas dificuldades. Hoje em dia, não podemos ignorar o meio ambiente, e com a mesa redonda, mostramos que a sustentabilidade vai além do retorno financeiro, e do uso do meio ambiente para formar os produtos", disse. "Para o pequeno empreendedor, o retorno financeiro pesa mais, ele não vai ter um retorno rápido, mas ele vai mostrar para o seu público que ele tem uma preocupação com o meio ambiente, podendo cativar clientes. É uma estratégia mostrar a preocupação com o meio ambiente", acrescentou.

Já a palestra “Liderança Contemporânea sob o olhar das novas economias e Design Thinking” abordou o comportamento das lideranças, mostrando a importância de que os funcionários das empresas se descubram como líderes. Para a designer educacional e consultora da Lugh Space, Mariana Lima, a liderança é algo que vai unir os propósitos para aprofundar algo da empresa. “A gente, com o Rec’n’Play, consegue debater com vários públicos, conseguimos ampliar mais o conteúdo com outras pessoas. A gente propõe o conteúdo, mas muito da liderança depende da pessoa que participa, para que ela desperte o seu interesse na liderança, aliando a utilização das tecnologias para ir além, e ter novas capacidades. Os sistemas precisam empoderar mais os seus colaboradores para que eles cresçam”, afirmou.

Turismo criativo
Também nesta quarta, aconteceu a validação do Plano de Turismo Criativo do Recife, que vem sendo construído desde maio com um grupo de trabalho formado por representantes do turismo do poder público, da academia e empreendedores da área. Segundo a gerente geral de inovação turística da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Recife, Karina Zapatta, Recife é a primeira cidade do Norte/Nordeste a construir um plano. "O turismo criativo é uma abordagem onde o turista vivencia experiências singulares, que representam a essência do lugar visitado. Esse tipo de turista co-constrói experiência com o atrativo, ele não é apenas espectador, ele bota a mão na massa e se relaciona com o atrativo", explicou Karina.

Leia também:
Desorganização no Rec'n'Play gera lotação e frustra público inscrito nas atividades
Oficina no Bairro do Recife ensina idosos a utilizar o Whatsapp
Primeira manhã do Rec'n'Play aborda iluminação pública e inclusão digital para surdos e idosos 

O consultor de turismo que está redigindo o plano, João Paulo, explicou que o documento, que deve ser apresentado no próximo mês, se baseia em seis eixos. "O primeiro, é o eixo de formação e qualificação, que pretende sensibilizar as pessoas sobre a importância do turismo criativo para a qualidade de vida delas, para o desenvolvimento da cidade, então a qualificação é um braço de inserção dessas pessoas na cadeia produtiva", explicou.

Os outros eixos envolvem a preparação da infraestrutura para o desenvolvimento do turismo criativo, a formatação dos produtos e serviços e a comunicação e promoção dos produtos. "O quinto eixo trata da governança, para acompanhar, monitorar e deliberar. O último abraça todos os outros, que é o desenvolvimento territorial. Esse é o grande diferencial quando se fala de turismo criativo. Nossa perspectiva é que esse movimento inteiro gere possa dinamizar, evoluir o território", completou João.

Veja também

Monitoramento constante de vírus, fungos e bactérias poderá evitar novas pandemias, dizem cientistas
Sentinela

Monitoramento constante de vírus, fungos e bactérias poderá evitar novas pandemias, dizem cientistas

Policiais militares de Pernambuco deverão começar a usar câmeras acopladas à farda
Bodycams

Policiais militares de Pernambuco deverão começar a usar câmeras acopladas à farda