Recuperados que tiveram teste positivo para coronavírus não se reinfectaram, diz OMS

Líder técnica da organização afirmou que os testes estão reagindo com células mortas que emergem durante o processo de cicatrização dos pulmões

Surto coronavírus. Surto coronavírus.  - Foto: Divulgação/Josué Damacena (IO

Pessoas que se recuperaram da Covid-19 (doença provocada pelo coronavírus) e, depois de semanas, tiveram resultado positivo para o vírus não foram reinfectadas, disse neste domingo (3) em entrevista a líder técnica da OMS (Organização Mundial da Saúde), Maria van Kerkhove.

No programa Andrew Marr Show, da TV britânica BBC, ela afirmou que os testes estão reagindo com células mortas que emergem durante o processo de cicatrização dos pulmões. "Não são vírus ativos, não é reinfecção, nem reativação", afirmou ela. Os resultados positivos em pessoas já curadas acontecem porque os testes do tipo PCR , ou moleculares, analisam o material genético do coronavírus.

Depois de várias etapas de processamento, fragmentos são lidos pelo exame. Material genético do vírus presentes nas células mortas de pulmão expelidas depois de algumas semanas pelos recuperados acaba sendo detectado nesse processo, segundo a líder técnica da OMS.

Maria afirmou, no entanto, que os cientistas ainda não sabem com certeza se doentes que se curaram e desenvolveram anticorpos estão imunizados, qual a potência da imunidade e por quanto tempo ela dura.

Leia também:
Bolsonaro diz que OMS incentiva masturbação e homossexualidade de crianças
Unesco, OMS e Centro Knight lançam curso online gratuito para jornalistas
O mundo deveria ter escutado a OMS, diz seu diretor-geral

Veja também

Acidente de trânsito mata 37 no Mali
Mundo

Acidente de trânsito mata 37 no Mali

Cabo de Santo Agostinho inicia entrega de caderno de atividades para alunos da rede Municipal
Educação

Cabo de Santo Agostinho inicia entrega de caderno de atividades para alunos da rede Municipal