Régis com dúvidas sobre se Temer chegará a 2018

André Régis chegou a admitir deixar o PSDB se o partido não lançasse candidato à prefeitura do Recife

Polícia FederalPolícia Federal - Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

André Régis, vereador reeleito e presidente do PSDB do Recife, é um dos poucos tucanos de Pernambuco que pensam politicamente e faz questão de externar suas opiniões, ainda que elas sejam minoritárias no conjunto do partido. No início deste ano, por exemplo, ele foi ardoroso defensor da candidatura de Daniel Coelho à prefeitura do Recife. E até admitiu a hipótese de sair do partido se a tese da candidatura própria, combatida por muitos, desse lugar a uma aliança para apoiar a reeleição do prefeito Geraldo Júlio. Agora, três dias após o presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, ter reiterado apoio ao presidente Michel Temer, insinuando que ruim com ele e pior sem, Régis levantou uma tese que não se ouviu, pelo menos até agora, da boca de nenhum outro correligionário: a de que o presidente da República pode não chegar a 2018, tamanha a crise política, social e econômica que corrói aos poucos o seu frágil governo.

André Régis chegou a admitir deixar o PSDB se o partido não lançasse candidato à prefeitura do Recife

Em defesa das eleições primárias
André Régis vai defender no PSDB a realização de “eleições primárias” em 2018 para a escolha do candidato do partido à sucessão de Temer. Ele diz que os nomes cogitados para disputar o cargo são os mesmos de 2002, 2006, 2010 e 2014: José Serra, Aécio Neves e Geraldo Alckmin. E está convencido de que por meio das “primárias” pode surgir um novo “João Dória” (prefeito eleito de São Paulo).

Transição > Do deputado estadual e prefeito eleito de Sertânia, Ângelo Ferreira (PSB), sobre a transição em seu município: “As comissões foram constituídas e já começaram a trabalhar. Mas o atual prefeito (Guga Lins, do PSDB), até agora, não nos enviou nenhuma informação sobre os saldos bancários”.
1º damo > Por ser casado com a prefeita eleita de Surubim, Ana Célia (PSB), o vereador e ex-presidente da UVP, Biu Farias, irmão do falecido senador Antonio Farias, já é chamado de “1º damo”.
Vice > O empresário Eduardo Farias elegeu-se vice de Cortês onde o grupo sob seu comando opera a Usina Pedrosa. O prefeito eleito, Reginaldo Moraes (PSB), derrotou o ex Ernane Borba (PSDB).
Colapso > Campina Grande, 2ª maior cidade da PB, está na iminência de entrar em colapso d’água e uma das alternativas examinadas pelo Ministério da Integração é captá-la a 200 km de distância.
Vitória > O deputado estadual João Eudes (PRP) acertou em cheio ao desistir de se candidatar à prefeitura de Pesqueira, como defendiam os seus aliados. Ela lançou a esposa, Maria José, que se elegeu com 80% dos votos válidos. E ficou com a prefeitura e uma cadeira na Assembleia Legislativa.
Palestra > O procurador do TCU Júlio Marcelo de Oliveira, que levantou a tese das “pedaladas fiscais” que embasaram o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, fará uma palestra em Gravatá, na próxima sexta-feira (Hotel Canarius), num seminário de planejamento do TCE.
Audiência > Anderson Ferreira (PR), prefeito eleito de Jaboatão, foi recebido ontem em audiência pelo ministro Maurício Quintella (Transportes). Ambos são deputados federais e pertencem ao mesmo partido, o que facilita a interlocução. Ferreira pediu apoio ao ministro para a construção de duas alças na BR-101 a fim de facilitar o acesso da população ao fórum do município e a requalificação da pista que liga Prazeres a Abreu e Lima.

 

Veja também

Astronauta estadunidense vota do espaço
Eleições EUA

Astronauta estadunidense vota do espaço

GOL e Cobasi fazem ação conjunta para quem viajar com animais de estimação
Folha Pet

GOL e Cobasi fazem ação conjunta para quem viajar com animais de estimação