Boeing

Regulador da aviação nos EUA investiga 787 Dreamliner e 777 da Boeing

A agência confirmou a investigação após um artigo do jornal The New York Times

A agência confirmou a investigação após um artigo do jornal The New York Times A agência confirmou a investigação após um artigo do jornal The New York Times  - Foto: LOGAN CYRUS/AFP

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) está investigando denúncias de um engenheiro da Boeing que diz que os modelos 787 Dreamliner e 777 têm defeitos de montagem que ameaçam a segurança, informaram fontes oficiais nesta terça-feira (9).

“Relatos voluntários sem medo de represálias são um componente crítico na segurança da aviação”, declarou a FAA. “Estamos investigando em profundidade todos os apontamentos”.

A agência confirmou a investigação após um artigo do jornal The New York Times que descreve as denúncias do engenheiro, com mais de 10 anos na empresa.

Segundo o jornal, o profissional identificado como Sam Salehpour entrou em contato com a FAA para informar que a maneira como são montadas diferentes partes da fuselagem do Dreamliner poderia fragilizar o avião com o passar do tempo.

O engenheiro, indica o Times, afirma que essas seções “estão incorretamente unidas e podem se separar em pleno voo depois de milhares de voos”.

Salehpour, de acordo com um comunicado de seus advogados, acusa a Boeing de ignorar reiteradamente suas preocupações sobre segurança e controle de qualidade na fabricação do 787 e do 777.

O fabricante rejeitou as acusações. “No caso da frota em serviço, análises amplas da Boeing e FAA determinaram que não há preocupações atualmente sobre a segurança de voo” dessas aeronaves, alegou a empresa.

São acusações “infundadas”, acrescentou a Boeing, no olho do furacão por uma série de incidentes entre os quais o que mais repercutiu recentemente foi a soltura de uma porta em um avião da Alaska Airlines em pleno voo. O 737 MAX precisou fazer um pouso de emergência.

Veja também

Taxas de fecundidade em queda põem em xeque políticas por mais filhos
POPULAÇÃO

Taxas de fecundidade em queda põem em xeque políticas por mais filhos

Incêndio em fábrica de baterias de lítio deixa 22 mortos na Coreia do Sul; veja imagens
Fogo

Incêndio em fábrica de baterias de lítio deixa 22 mortos na Coreia do Sul; veja imagens

Newsletter