Religião e política nas eleições de Pernambuco

Vinte dois evangélicos, dentre os quais seis pastores, disputaram mandato de vereador no Recife nas últimas eleições

Uma Noite de 12 AnosUma Noite de 12 Anos - Foto: Youtube/Reprodução

Pernambuco tem apenas um padre exercendo mandato popular. Trata-se do prefeito de Poção, José Waldeilson Galindo, conhecido como “Padre Cazuza”, que aliás não foi reeleito. Não é o que ocorre com as Igrejas evangélicas, que lançaram muitos candidatos a prefeito e a vereador em todas as regiões do Estado. Só no Recife, por exemplo, seis pastores disputaram mandato de vereador, embora nenhum deles tenha sido eleito: pastor Ailton, pastor Fernando, pastor Gérson Pereira, pastor Fabiano, pastor Charles Braz e pastor Christian Lisboa. Em compensação, os três vereadores mais votados são evangélicos: Michelle Collins, Irmã Aimeé e Fred Ferreira. Não se elegeram, mas pediram votos com a Bíblia embaixo do braço, 16 candidatos a vereador que se apresentaram aos eleitores como “irmãos”. Prefeito pastor, no entanto, elegeu-se apenas um: Marcos José (de Abreu e Lima). Cleiton Collins disputou em Jaboatão, mas foi derrotado.

Vinte dois evangélicos, dentre os quais seis pastores, disputaram mandato de vereador no Recife nas últimas eleições

Saudação ao “DataCampos”
O nível de acerto do instituto “DataCampos” nas eleições do Recife ficou além do esperado. Seu diretor, André Campos, acertou quase todas as previsões feitas sobre o número de vereadores que cada partido ou coligação elegeria. Os acertos se confirmaram em relação ao PV, PCdoB, DEM/PMN, PRP, PPL, PSDB/PSL, SD, PTC, PSOL/PCB, PEN e PT (com aliados). O que não se confirmou está dentro da “margem de erro”.

Acomodação > Em sendo reeleito, Geraldo Júlio (PSB) não tem como acomodar na prefeitura todos os vereadores de sua coligação que não renovaram o mandato, mas alguns deverão ser chamados. É o caso de Vicente André Gomes (PSB), Rodrigo Vidal (PSB), Eurico Freire (Rede) e Henrique Leite (PDT).

Ciúme > Eduardo Suplicy (PT), campeão de votos nas últimas eleições à Câmara Municipal de SP (301 mil), seria o nome ideal para iniciar o processo de “refundação” do PT se a cúpula não o detestasse.
Campeão > O promotor público aposentado Fred Carrazone (PSDB) já está na história de Itambé pelas suas inúmeras vitórias eleitorais. Foi 6 vezes prefeito, fez dois sucessores e agora a esposa, Graça (PSB).
Divisão > Isabel Urquisa (PSDB) ficará neutra no 2º turno de Olinda, mas seu candidato a vice, André Siqueira (PSL), filho do vereador Arlindo Siqueira, decidiu marchar com o Professor Lupércio (SD).

Unidade > O PSB de Jaboatão se dividiu no 1º turno, mas encontrou sua unidade no segundo. No 1º, seu candidato a prefeito, Heraldo Selva, não teve o apoio dos deputados João Fernando Coutinho (federal) e Lucas Ramos (estadual). Neste segundo, todos estão juntos apoiando o candidato Manoel Neco (PDT).
Acordo > O senador Armando Monteiro (PTB) nega que seu apoio a Raquel Lyra (PSDB) no 2º turno de Caruaru tenha passado por uma negociação prévia com o pai dela (João Lyra Neto) visando às eleições de 2018. Garante que a apoiou, ainda no 1º turno, por sua “tradição política”, seriedade e competência.
Greve > A greve dos bancários encerrada ontem em 16 estados, entre os quais Pernambuco, significou retumbante vitória da categoria, que acabou arrancando dos banqueiros um reajuste salarial maior que o que inicialmente fora oferecido. No entanto, há que se considerar também o “outro lado”. Ao esticarem a corda além da conta (30 dias), os bancários podem ter provado aos banqueiros que os bancos podem funcionar com muito menos gente.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França