Retrospecto do Sport fora de casa é desanimador

Das 15 partidas longe da Ilha neste Brasileirão, o Leão venceu somente duas, empatou outras duas vezes e perdeu 11

No total, 15 mil cestas básicas serão distribuídas pelo projeto Sesi pelo BemNo total, 15 mil cestas básicas serão distribuídas pelo projeto Sesi pelo Bem - Foto: Divulgação

Chegada à reta final de todo campeonato de pontos corridos, o cenário se repete com todos buscando refúgio nas calculadoras. Na Praça da Bandeira, o “teorema da salvação” parece simples: oito pontos nas sete rodadas restantes. Bastaria ao Sport vencer os três jogos que possui em casa para chegar aos 46 pontos e, assim, livrar-se do rebaixamento, já que os matemáticos de plantão cravam 45 como pontuação mínima para evitar a degola. Porém, os cardiopatas da Ilha do Retiro não querem esperar até a última rodada para assegurar a permanência na elite nacional, no duelo contra o Figueirense, em casa. Para isso, precisarão buscar pontos fora, tendo Palmeiras, Grêmio, Atlético/PR e América/MG como oponentes neste status. E aí terão que brigar com os números atuais para conseguir pontuar longe de seus domínios, não bastasse ter como próximo adversário nada mais nada menos que o líder da competição, o Verdão, neste domingo, em São Paulo.

Em levantamento feito pela Folha de Pernambuco (conferir quadro), o Leão vem computando neste ano o pior aproveitamento dos últimos três anos em jogos como visitante pela Série A. Em 2014, o time conseguiu 28% dos pontos disputados longe de Pernambuco, alcançando quatro triunfos, diante de Coritiba, Vitória, Atlético/PR e Palmeiras. Ano passado, o baixo aproveitamento fora de casa minou as chances de os pernambucanos terminarem no então G4. No total, o aproveitamento de 26% foi semelhante ao de 2014, mas os objetivos eram diferentes. Foram apenas dois triunfos longe da Ilha - o primeiro veio acontecer apenas na 32ª rodada, coincidentemente contra o Palmeiras, adversário deste final de semana.

Na atual temporada, a primeira vitória fora veio até cedo, na quinta rodada, mas foi diante do Santa Cruz, no Arruda, por 1x0. Depois disso, somente um então combalido Cruzeiro, no Mineirão, foi vítima leonina, por 2x1, ainda na 16ª etapa deste Brasileirão, no dia 24 de julho, há quase três meses. “É preciso melhorar o rendimento fora. É muito arriscado contarmos apenas com os pontos dentro de casa. Sabemos que o rendimento não é bom até agora, mas vamos buscar os pontos”, comentou o volante Rithely.

Time

Contra o ataque mais positivo da competição - o Palmeiras tem 54 gols marcados -, o treinador Daniel Paulista ensaiou um time com três volantes ontem, no Centro de Treinamento José Médicis, em Paratibe. Na reta final da preparação para encarar o líder, o comandante leonino sacou Everton Felipe e acionou Neto Moura, que se juntou a Rithely e Paulo Roberto no setor de marcação. O elenco rubro-negro faz um treino leve hoje pela manhã, na Ilha do Retiro, e embarca no começo da tarde para São Paulo, onde joga domingo, no Allianz Parque, contra o Verdão.

 

Veja também

Ditadura na Belarus passa a punir download de fotos e vídeos de canal informativo
Mundo

Ditadura na Belarus passa a punir download de fotos e vídeos de canal informativo

Saúde é o tema político de maior interesse no Google durante as eleições
Internet

Saúde é o tema político de maior interesse no Google durante as eleições