Lista

Revista Time elege Felipe Neto e Bolsonaro entre 100 mais influentes do mundo

O texto sobre o presidente, incluído na categoria "líderes", destaca os números negativos que marcam seu mandato, como os 137 mil mortos pelo coronavírus

Felipe Neto e Bolsonaro na lista da TimeFelipe Neto e Bolsonaro na lista da Time - Foto: Reprodução

 A revista americana Time elegeu o influenciador digital Felipe Neto e o presidente Jair Bolsonaro entre as 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020. A lista completa foi divulgada na noite desta terça (22).

O texto sobre o presidente, incluído na categoria "líderes", destaca os números negativos que marcam seu mandato, como os 137 mil mortos pelo coronavírus no Brasil, país que vive a pior recessão em 40 anos e enfrenta incêndios na Amazônia. Por outro lado, a revista lembra que 37% dos brasileiros o apoiam.

"Apesar de uma tempestade de denúncias de corrupção e de uma das maiores taxas de mortes por Covid-19 no mundo, ele se mantém popular com uma grande parte dos brasileiros", diz o texto, assinado por Dan Stewart, editor da seção internacional da Time. "Para sua base, ele simplesmente não erra. Sobra para o resto do Brasil, e do mundo lidar com os custos", conclui Stewart.

A categoria Líderes citou 21 nomes. Bolsonaro foi citado ao lado de nomes como Donald Trump, presidente dos EUA, Xi Jinping, dirigente da China, e Anne Hidalgo, prefeita de Paris recém-reeleita.

O presidente também havia sido incluído na lista dos cem mais influentes em 2019. A então presidente brasileira Dilma Rousseff foi citada nas listas da Time de 2011 e 2012, seus primeiros anos de mandato. O ex-presidente Lula esteve entre os eleitos pela revista em 2004 e em 2010. O perfil de Felipe Neto, incluído na categoria "Ícones", também começa com números: destaca seus 39 milhões de seguidores no YouTube e 12 milhões no Twitter.

O texto, assinado pelo deputado federal David Miranda (Psol-RJ), elogia Neto por usar sua notoriedade para denunciar o autoritarismo e os erros de Bolsonaro, em um gesto que poderia ter colocado sua carreira como influenciador em risco.

"Quando Felipe Neto fala, milhões ouvem. E sua voz agora politizada ressoa de forma poderosa em um país onde a democracia está em perigo", escreve Miranda.

O influenciador digital comemorou a indicação de seu nome e demonstrou surpresa por estar entre os mais influentes do mundo. "Eu não tenho a mínima dimensão do que tá acontecendo", disse. "Parece que a qualquer momento eu vou acordar e estar no Engenho Novo ainda, no minúsculo quarto que dividia com meu irmão".

Ele minimizou o fato de Bolsonaro também estar na lista. Afirmou que a lista mostra as pessoas consideradas mais influentes, independentemente da influência ser positiva ou negativa.

 

Veja abaixo alguns nomes da lista:
Líderes
Donald Trump, presidente dos EUA
Xi Jinping, dirigente da China
Angela Merkel, chanceler alemã
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Narendra Modi, premiê da Índia
Ursula Von Der Leyen, presidente da Comissão Europeia
Anne Hidalgo, prefeita de Paris
Anthony Fauci, principal infectologista dos EUA
Joe Biden, candidato à Presidência dos EUA
Kamala Harris, candidata à vice-presidente dos EUA

Ícones
Ady Barkan, ativista pelo direito à saúde
Alicia Garza, Patrisse Cullors e Opal Tometi, fundadoras do movimento Black Lives Matter
Angela Davis, filósofa
Felipe Neto, influenciador digital
Nury Turkel, ativista pelos direitos dos uigures

Artistas
Bong Joon Ho, diretor de cinema
J. Balvin, cantor
Michael B.Jordan, ator
Selena Gomez, cantora
The Weeknd, cantor

Veja também

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte
internacional

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19
boletim

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19