Estados Unidos

Ridicularizar Trump, a nova aposta de Biden

O democrata abandonou a estratégia "Voldemort", o bruxo malvado da série de filmes Harry Potter, cujo nome nunca deve ser mencionado

Biden ridiculariza Trump e assume isso como estratégia Biden ridiculariza Trump e assume isso como estratégia  - Foto: Andrew Caballero, Joseph Prezioso/AFP

Se há uma coisa que Donald Trump odeia é ser ridicularizado.

Joe Biden sabe disso. E depois de ter tratado durante muito tempo o seu grande rival com desprezo, agora zomba dele abertamente.

No sábado, em Seattle (noroeste), o presidente democrata não pensou duas vezes.

Lembrou que durante a pandemia de Covid-19, o seu antecessor e rival republicano nas eleições de novembro tinha consternado os cientistas ao sugerir que o vírus fosse combatido através de injeções com desinfetante.

“Ele disse: ‘Injete um pouco de água sanitária em seu braço’.” “Pena que você não” seguiu seu próprio conselho, disse Biden rindo.

Não é a primeira vez que o democrata de 81 anos brinca com declarações inusitadas de Trump.

“Ele falhou, tudo foi para o cabelo dele!”, disse o presidente americano no final de abril perante os sindicalistas, sobre a peruca loira da qual o magnata de 77 anos tanto se orgulha.

O contraste é evidente com a abordagem há muito adotada por Joe Biden, que se recusou até mesmo a nomear o seu grande rival, a quem mencionou como “o cara de antes” ou “o ex-presidente”.

O democrata abandonou a estratégia “Voldemort”, o bruxo malvado da série de filmes Harry Potter, cujo nome nunca deve ser mencionado.

"Don, o dorminhoco"
A equipe de campanha de Biden reconhece que o desafio até novembro será atrair a atenção.

Trump faz isso com declarações contundentes, e o presidente americano espera usar piadas para abordar questões sérias como a defesa da democracia, o direito ao aborto ou a economia.

Biden tenta usar as armas favoritas de seu adversário, ou seja, apelidos ofensivos e ataques pessoais.

Chamado de "Sleepy Joe" (Joe Dorminhoco) pelo republicano, o presidente retribuiu o adjetivo após alguns observadores comentarem que Trump parecia dormir durante o julgamento em Nova York por supostos pagamentos ocultos a uma ex-atriz pornô.

“Por favor, façam menos barulho porque Donald Trump está dormindo”, disse Biden aos seus apoiadores na sexta-feira em Seattle.

O democrata se refere frequentemente às dificuldades financeiras de seu rival ou, ironicamente, à “Semana Tempestuosa” do republicano: um jogo de palavras com o nome da ex-atriz Stormy Daniels.

Durante o jantar de gala dos jornalistas na Casa Branca, no final de abril, o presidente também declarou: “As eleições de 2024 estão a todo vapor e sim, a idade é um problema”, antes de acrescentar: “Sou um adulto competindo contra uma criança de seis anos".

Veja também

Atletas e amantes de corrida prestigiam estreia de corredor exclusivo no Recife
CORRIDA

Atletas e amantes de corrida prestigiam estreia de corredor exclusivo no Recife; trecho funcionará aos sábados

Higiene do sono: conheça 10 hábitos para dormir bem e não ficar acordado até tarde
SAÚDE

Higiene do sono: conheça 10 hábitos para dormir bem e não ficar acordado até tarde

Newsletter