Rio: hospitais federais devem ser liberados para pacientes de covid-19

Decisão tomada pela Justiça Federal ainda deu 48 horas para a União regularizar a carências das unidades de saúde no estado

Desinfecção de ruas no Rio de JaneiroDesinfecção de ruas no Rio de Janeiro - Foto: MAURO PIMENTEL / AFP

A Justiça Federal do Rio determinou à União a liberação nos seis hospitais federais do Rio de Janeiro para atendimento a pacientes da covid-19. A decisão é da juíza Carmen Silva Lima de Arruda, da 15ª. Vara Federal do Rio, que deu prazo de 48 horas para a União informar as providências tomadas para regularizar a carências de pessoal e o suprimento dos hospitais federais com insumos básicos e equipamento de proteção individual (EPI) em falta nas unidades de saúde.

A magistrada estabeleceu também prazo de 48 horas para a União esclarecer sobre as unidades hospitalares móveis a serem montadas pelo Exército Brasileiro, para auxiliar no combate à pandemia da covid-19.

Leia também:
Para cada pessoa em UTI, há 100 infectados, diz secretário da Saúde do Recife
Ministério da Saúde anuncia apoio piscológico para servidores do SUS

Os seis hospitais federais do Rio, instalados na capital, são: Hospital Federal do Andaraí, de Bonsucesso, Cardoso Fontes, Ipanema, Lagoa e Servidores do Estado.

Como a decisão é de primeira instância, cabe recurso ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF 2).

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Inscrições para o Fies do segundo semestre têm início nesta terça (27)
ENSINO SUPERIOR

Inscrições para o Fies do segundo semestre têm início nesta terça (27)

Grand Chase será lançado nesta quarta-feira (28) com apenas os quatro primeiros personagens
Grand Chase

Grand Chase será lançado nesta quarta-feira (28) com apenas os quatro primeiros personagens