Arqueologia

Ritual complexo de 9 mil anos é encontrado na Jordânia

Segundo as autoridades jordanianas, a estrutura é "a estrutura mais antiga do mundo construída em grande escala conhecida até hoje"

Antiguidades recém-descobertas ligadas a caçadores-coletores e que remontam à era neolítica (4500-9000 aC) na Badia jordaniana, sudeste do ReinoAntiguidades recém-descobertas ligadas a caçadores-coletores e que remontam à era neolítica (4500-9000 aC) na Badia jordaniana, sudeste do Reino - Foto: Jordanian Antiquities Authority / AFP

Arqueólogos franceses e jordanianos descobriram um complexo ritual de 9 mil anos no deserto da Jordânia que pode ser uma das estruturas humanas mais antigas.

O local foi desenterrado em 2021 no deserto de Jibal Al-Jashabiyeh, no sudeste da Jordânia, de acordo com um comunicado conjunto do Departamento de Antiguidades da Jordânia e do Ministério de Antiguidades da Jordânia publicado na terça-feira.

Foi descoberto por uma equipe de arqueólogos franceses e jordanianos trabalhando juntos no Projeto Arqueológico do Sudeste Badia (SEBAP). 

O complexo, usado para rituais de caça de gazelas, inclui um altar e um modelo em miniatura de uma armadilha de caça apelidada de "pipa do deserto" por sua forma.

antiguidades recém-descobertas ligadas a caçadores-coletores e que remontam à era neolítica (4500-9000 aC) na Badia jordanianaAntiguidades recém-descobertas ligadas a caçadores-coletores e que remontam à era neolítica (4500-9000 aC) na Badia jordaniana, sudeste do Reino

No Neolítico, as gazelas eram levadas pelos caçadores para grandes muros de pedra e depois para um recinto ou buraco, onde eram mortas.

Estruturas semelhantes, com paredes às vezes com vários quilômetros de comprimento, também existem na Arábia Saudita, Síria, Turquia e Cazaquistão.

Mas a descoberta na Jordânia é "espetacular e sem precedentes", disseram as autoridades jordanianas em seu comunicado, enfatizando que era "a estrutura mais antiga do mundo construída em grande escala conhecida até hoje". 

O local também inclui duas estelas com figuras humanas --uma delas com 1,12 metros de altura--, assim como pedras, estatuetas representando animais e 150 fósseis marinhos colocados de uma forma especial.

O SEBAP espera aprofundar o conhecimento "das primeiras sociedades pastoris e nômades, bem como a evolução das estratégias de caça", segundo o comunicado.

Veja também

Fechamento da Télam prejudicaria direito de argentinos à informação
Télam

Fechamento da Télam prejudicaria direito de argentinos à informação

Moda da Hermès desafía todos os elementos
Moda

Moda da Hermès desafía todos os elementos