Rock in Rio anuncia Pink e Black Eyed Peas em 2019

Um dos principais festivais do país será realizado nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro na Cidade do Rock montada no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro

Black Eyed PeasBlack Eyed Peas - Foto: Reprodução/Facebook

A organização do Rock in Rio anunciou mais duas atrações para a edição 2019. No dia do pop, a cantora Pink e o grupo Black Eyed Peas foram confirmados para 5 de outubro, mesmo dia em que Anitta se apresenta no palco Mundo - o principal do evento.

O Rock in Rio já havia confirmado Iron Maiden, Scorpions, Megadeth e Sepultura para o dia 4 de outubro, a noite dedicada ao rock pesado.

Um dos principais festivais do país será realizado nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro na Cidade do Rock montada no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.

Leia também:
Rock In Rio acontece entre setembro e outubro, confira as datas


A venda do ingresso Rock in Rio Card será feita no dia 12 de novembro, às 19h. O preço ainda não foi divulgado.

Será a segunda apresentação de Anitta na franquia. Em junho deste ano, a funkeira fez sua estreia no Rock in Rio Lisboa. "Um dia histórico para todos os funkeiros", disse ela emocionada durante seu show em Portugal.

Um dos principais nomes do cenário musical do Brasil terá a companhia da americana Pink, que sobe a um palco no país pela primeira vez. Ela é responsável por canções como "Who Knew", "Don't Let Me Get Me" e "Just Give Me a Reason".

Já o Black Eyed Peas volta ao país com nova formação. Sem Fergie, o trio conta com Will I Am, Apl.de.ap e Taboo. No repertório, figuram hits como "My Humps", "I Gotta Feeling" e Where Is the Love?".

Veja também

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação
Ônibus

Linhas do TI Joana Bezerra que deveriam operar com redução de passageiros seguem com lotação

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia
Coronavírus

Após críticas, Ministério da Saúde retira do ar aplicativo que indicava remédios sem eficácia