Rodolpho preparado para a nova oportunidade

Com Júlio César vetado, goleiro defenderá meta alvirrubra pelo 2º jogo seguido, desta vez no duelo diante do Luverdense

Vanessa da MataVanessa da Mata - Foto: Rodolho Magalhães/Divulgação

Pelo segundo jogo seguido, a meta do Náutico será defendida por Rodolpho. Devido a uma pancada na cabeça no treino de sexta-feira, o goleiro Júlio César desfalcou a equipe contra o Ceará e foi vetado também para o confronto diante do Luverdense/MT. Mas isto não chega a ser um motivo de preocupação para a torcida alvirrubra. Desde o ano passado, o substituto já havia mostrado que tinha condições de manter o nível de desempenho do titular. E a partida de sábado apenas comprovou que o Timbu está bem servido de goleiros para a Série B do Campeonato Brasileiro.

A última partida de Rodolpho havia sido no dia 3 de setembro, no Castelão, em São Luís, na derrota para o Sampaio Corrêa por 4x3. Em toda a temporada, o camisa 12 entrou em campo apenas cinco vezes. Porém, o ritmo de jogo nunca foi um problema para o goleiro de 35 anos, revelado pelo próprio Náutico em 2001.

“Não me pegou de surpresa participar da partida. Sempre treino para ficar preparado para jogar. Até conversei com Washington (preparador de goleiros) que quando você é jovem e tem a oportunidade de atuar, precisa procurar o gol, observar a pequena área e se localizar em campo. Mas com uma certa idade é diferente. Entrei tranquilo na partida e fiz o que costumo trabalhar no dia a dia nos treinos”, ressaltou o arqueiro.

Como foi uma situação de última hora enfrentar o Ceará, Rodolpho não teve tempo para falar sobre seus 150 jogos pelo Náutico, na última rodada. Antes de a bola rolar na Arena de Pernambuco, a diretoria de marketing do clube entregou ao goleiro uma camisa alusiva à marca alcançada.

“Para mim é uma honra completar 150 jogos com a camisa do Náutico, que foi o lugar onde nasci para o futebol e conquistei títulos. Fico feliz em poder retornar e atingir esta marca num jogo histórico. Porque me acostumei a jogar nos Aflitos e lá só cabiam 20 mil pessoas. Pela primeira vez atuei com o mando de campo do Náutico para um público de 25 mil torcedores. E com uma vitória da maneira que foi”, finalizou.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG