Guerra

Rússia afirma que produz mais munição em um mês do que em 2022 inteiro

O conflito na Ucrânia envolve um significativo consumo de munições e de equipamentos por parte dos dois lados

A Rússia mobilizou sua indústria de defesa, enquanto a Ucrânia recebe uma ajuda militar crucial das potências ocidentaisA Rússia mobilizou sua indústria de defesa, enquanto a Ucrânia recebe uma ajuda militar crucial das potências ocidentais - Foto: Aris Messinis/AFP

A Rússia afirmou, nesta segunda-feira (24), que produz em um mês uma quantidade de munições maior que em todo o ano de 2022, e que acelerou a fabricação de armamentos em função de sua ofensiva na Ucrânia, que entrou em seu 18º mês.

“Desde o início do ano, estão sendo produzidos muitos tipos de armas e de equipamentos militares especiais em proporções muito superiores às do ano passado”, declarou o vice-primeiro-ministro russo encarregado da Defesa, Denis Manturov, citado pelas agências de imprensa russas.

“Com relação às munições, estamos alcançando um nível em que as entregas de um mês superam o total dos pedidos do ano passado”, acrescentou Manturov, que também é ministro da Indústria.

Segundo ele, todas as empresas russas do setor de defesa, exceto por algumas poucas exceções, conseguem produzir a este nível e cumprir com os prazos de produção.

O conflito na Ucrânia, por sua intensidade e pelos duelos de artilharia, envolve um significativo consumo de munições e de equipamentos por parte dos dois lados.

A Rússia mobilizou sua indústria de defesa, enquanto a Ucrânia recebe uma ajuda militar crucial das potências ocidentais.

Em julho do ano passado, a União Europeia fechou um acordo para impulsionar a produção de munições dos Estados-membros, a fim de reconstituir os arsenais europeus e seguir armando a Ucrânia.

O assessor da Presidência ucraniana, Mykhailo Podolyak, disse na quarta-feira à AFP que Kiev utilizava de “5.000 a 10.000 obuses de um mesmo tipo” por dia.

Em maio, o ministro russo da Defesa, Serguei Shoigu, ressaltou que a ação das forças russas no front depende “em grande medida de que o reabastecimento de material e de armamento militar seja feito a tempo”.

Veja também

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália
ATENTADO

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump
MANIFESTAÇÃO

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump

Newsletter