Negociações

Rússia diz estar disposta a retomar negociações com Ucrânia

Suspensão dos diálogos foi decisão de Kiev, segundo negociador russo

Delegações da Rússia e da Ucrânia chegaram a se reuniram em março, na Turquia, para negociaçõesDelegações da Rússia e da Ucrânia chegaram a se reuniram em março, na Turquia, para negociações - Foto: Murat Cetin Muhurdar / Turkish Presidential Press Service / AFP

O negociador russo Vladimir Medinsky afirmou neste domingo (22) que a Rússia está disposta a retomar os diálogos de paz com a Ucrânia, assegurando que foram suspensos por causa de Kiev.

"De nossa parte, estamos dispostos a continuar o diálogo", afirmou Vladimir Medinski, conselheiro do Kremlin, encarregado das negociações com a Ucrânia, durante entrevista à TV bielorrussa.

"O congelamento das conversas foi completamente uma iniciativa da Ucrânia", acrescentou, considerando que "a bola estava no telhado" de Kiev.

"A Rússia nunca rechaçou as negociações", afirmou.

Depois que as forças russas entraram na Ucrânia em 24 de fevereiro, foram organizadas rodadas de conversações entre os dois países.

Os ministros das Relações Exteriores russo e ucraniano se reuniram em março na Turquia e as delegações se encontraram em Istambul, mas sem sucesso.

O negociador ucraniano, Mikhailo Podoliak, declarou na terça-feira que os diálogos tinham sido suspensos, enquanto a Rússia centralizou sua "operação especial" no leste da Ucrânia.

Veja também

Dois ministros britânicos renunciam em protesto contra primeiro-ministro, salpicado por escândalos
Inglaterra

Dois ministros britânicos renunciam em protesto contra primeiro-ministro, salpicado por escândalos

Bispo mexicano propõe 'pacto social' que inclua traficantes de drogas
México

Bispo mexicano propõe 'pacto social' que inclua traficantes de drogas