Rússia

Rússia diz que atentado em hospital na Ucrânia foi 'encenado'

Mariupol está cercada há dez dias por tropas russas que invadiram o país em 24 de fevereiro por ordem do presidente Vladimir Putin

 Porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, em um briefing desta quinta-feira (10), sobre o conflito Porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, em um briefing desta quinta-feira (10), sobre o conflito - Foto: Ministério da Defesa Russa / AFP

A Rússia disse nesta quinta-feira (10) que o atentado que deixou pelo menos três mortos em um hospital pediátrico no porto ucraniano de Mariupol foi uma "provocação encenada" pela Ucrânia

"As aeronaves russas não realizaram nenhuma missão contra alvos na área de Mariupol", disse o ministro da Defesa russo, Igor Konashenkov

"O suposto bombardeio aéreo é uma provocação completa encenada para manter a agitação antirrussa entre o público ocidental", acrescentou. 

O atentado na quarta-feira ao hospital Mariupol, que provocou indignação global, deixou três mortos, incluindo uma criança, segundo o prefeito deste porto estratégico no Mar de Azov. Um balanço anterior mencionou 17 adultos feridos. 

Mariupol está cercada há dez dias por tropas russas que invadiram o país em 24 de fevereiro por ordem do presidente, Vladimir Putin.

Veja também

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança
POLÊMICA

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança

Medicamento para a asma pode prevenir riscos de alergias alimentares, diz estudo
PESQUISA

Medicamento para a asma pode prevenir alergias alimentares