Guerra na Ucrânia

Rússia diz que derrubou helicópteros que iam retirar chefes militares ucranianos de Mariupol

Na semana passada, o mesmo funcionário afirmou que o exército russo derrubou um helicóptero ucraniano

Bombardeio a um hospital pediátrico ucraniano localizado na cidade portuária de Mariupol, sitiada por tropas russas, causou indignação globalBombardeio a um hospital pediátrico ucraniano localizado na cidade portuária de Mariupol, sitiada por tropas russas, causou indignação global - Foto: Reprodução/Twitter

O exército russo afirmou, nesta terça-feira (5), que derrubou dois helicópteros ucranianos que tentavam retirar os chefes de um batalhão nacionalista que participa da defesa do sitiado porto de Mariupol (sudeste).

"Nesta manhã, 5 de abril, perto de Mariupol, uma nova tentativa do governo de Kiev de evacuar os líderes do batalhão nacionalista Azov foi abortada. Dois helicópteros Mi-8 ucranianos, que tentavam chegar à cidade a partir do mar, foram derrubados por sistemas antiaéreos portáteis", disse o porta-voz do ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov.

O porta-voz disse que Moscou ofereceu aos combatentes ucranianos nesta terça-feira (5) que deponham suas armas e deixem a cidade "por uma rota acordada" para o território controlado por Kiev.

O exército ucraniano, no entanto, "ignorou" essa proposta. "Como Kiev não está interessada em salvar a vida de seus soldados, Mariupol será libertada dos nacionalistas", afirmou Konashenkov.

Na semana passada, o mesmo funcionário afirmou que o exército russo derrubou um helicóptero ucraniano para evacuar os comandantes do batalhão Azov, que defende Mariupol há semanas.

Veja também

Cidades da Mata Sul de Pernambuco registram enchentes nesta sexta-feira (1º)
Chuvas

Cidades da Mata Sul de Pernambuco registram enchentes nesta sexta-feira (1º)

Equador reduz tarifas de combustível após fim de protestos indígenas"
Mundo

Equador reduz tarifas de combustível após fim de protestos indígenas"