Mundo

Rússia diz que forças da Ucrânia se "reagrupam" após fracassos na contraofensiva

Putin admitiu nesta quinta-feira (22) que a Ucrânia mantém "potencial ofensivo"

 Vladimir Putin e Sergei Shoigu em um desfile militar Vladimir Putin e Sergei Shoigu em um desfile militar - Foto: Presidential Press and Information Office

A Rússia afirmou nesta quinta-feira (22) que as forças ucranianas nas frentes de batalha leste e sul limitaram temporariamente seus esforços para conquistar o território sob controle de Moscou e estão "se reagrupando", depois que Kiev iniciou a muito aguardada contraofensiva.

"Depois de executar hostilidades de maneira ativa durante os últimos 16 dias e sofrer perdas significativas, o inimigo reduziu sua atividade e, atualmente, está se reagrupando", disse o ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, em declarações divulgadas pelas agências de notícias russas.

O presidente russo Vladimir Putin, que repete há vários dias que a contraofensiva ucraniana é um fracasso, admitiu nesta quinta-feira que a Ucrânia mantém um "potencial ofensivo".

"Temos que partir do princípio de que o potencial ofensivo do adversário não está esgotado. Uma série de reservas estratégicas não são utilizadas e peço que esta realidade seja levada em consideração na elaboração do trabalho de combate", disse.

O ministro da Defesa insistiu que as forças ucranianas estão sofrendo grandes baixas, mas não revelou detalhes das baixas russas.

Também afirmou que a ajuda militar ocidental para a Ucrânia não afeta consideravelmente os resultados no campo de batalha, apesar de o Kremlin insistir que as entregas de armas prolongam o conflito e os combates.

Veja também

Mulher denunciada por agredir casal gay em padaria é presa por atropelamento e fuga em São Paulo
POLÍCIA

Mulher denunciada por agredir casal gay em padaria é presa por atropelamento e fuga em São Paulo

Pastor André Valadão diz, em vídeo, que fiéis não devem matricular filhos em faculdades 
Educação e Religião

Pastor André Valadão diz, em vídeo, que fiéis não devem matricular filhos em faculdades 

Newsletter