MUNDO

Rússia pede fim das sanções para evitar crise alimentar mundial

Antes da guerra, a Ucrânia era o quarto exportador mundial de milho e o terceiro de trigo

Vladimir PutinVladimir Putin - Foto: Mikhail Klimentyev / SPUTNIK / AFP

Um dos principais diplomatas do governo da Rússia exigiu nesta quarta-feira o fim das sanções contra Moscou para evitar uma crise alimentar mundial devido à interrupção das exportações ucranianas de cereais desde o início da ofensiva russa.

"A resolução do problema alimentar requer um ponto de vista compreensivo, que implica sobretudo o fim das sanções contra as exportações russas e as transações financeiras", disse Andrei Rudenko, vice-ministro das Relações Exteriores.

Ele também exigiu que Kiev "retire as minas" dos portos do Mar Negro para que os navios possam exportar cereais. O diplomata afirmou que a Rússia está disposta a "garantir um corredor humanitário" para as embarcações.
 

Antes da guerra, a Ucrânia era o quarto exportador mundial de milho e o terceiro de trigo.

O conflito interrompeu o comércio e a agricultura. A Rússia é acusada pela Ucrânia e os países ocidentais de impedir as exportações de grãos pelo Mar Negro, o que aumenta o risco de uma grave crise alimentar global.

Veja também

Venezuela: oposição anuncia que conseguiu credenciar fiscais para mesas eleitorais
ELEIÇÕES

Venezuela: oposição anuncia que conseguiu credenciar fiscais para mesas eleitorais

Trump tenta impedir que Kamala Harris use recursos arrecadados por Biden
EUA

Trump tenta impedir que Kamala Harris use recursos arrecadados por Biden

Newsletter