VACINA

Rússia produzirá na Índia 300 milhões de doses anuais da Sputnik V

A Índia é o principal país com o qual a Rússia firmou parceria para produzir a vacina anticovid-19 Sputnik V

Frascos da vacina russa Sputnik VFrascos da vacina russa Sputnik V - Foto: Savo Prelevic / AFP

Leia também

• Covax receberá 110 milhões de doses de vacinas chinesas anticovid-19

• Israel aplica terceira dose da vacina contra Covid-19 nos mais vulneráveis

• Recife abre novo ponto de vacinação na Zona Norte

• Casal é impedido de se vacinar com camisa contra Bolsonaro no Rio

A Rússia anunciou, nesta terça-feira (13), um acordo com o Serum Institute of India (SII), o maior fabricante de vacinas do mundo, para produzir 300 milhões de doses anuais da Sputnik V, o principal fármaco russo contra o coronavírus.

"Esta associação estratégica é uma etapa importante para aumentar de maneira considerável nossa capacidade de produção", declarou Kirill Dmitriev, presidente do Fundo de Investimentos Diretos russo (RDIF, em inglês), que financiou o desenvolvimento da vacina Sputnik V.

Segundo Dmitriev, as primeiras doses produzidas pelo SII chegarão em setembro, e "o processo de intercâmbio tecnológico já está bem avançado". 

"O SII já recebeu amostras de células e de vetores do centro Gamaleya", o criador da vacina russa, afirma o comunicado. 

De acordo com Adar Poonawalla, diretor do SII, "é essencial que a vacina russa esteja disponível para todas as pessoas na Índia e em todo mundo".

A Índia é o principal país com o qual a Rússia firmou parceria para produzir a vacina anticovid-19 Sputnik V. Além do acordo com o SII, outros também foram assinados com grandes grupos farmacêuticos indianos para produzir centenas de milhões de doses deste fármaco.

O SII já produz outras vacinas contra o coronavírus, como a da AstraZeneca. 

De acordo com a RDIF, a vacina russa recebeu a aprovação de 67 países, nos quais vivem 3,5 bilhões de pessoas.

Sputnik V foi recebido com ceticismo fora da Rússia até que sua eficácia foi validada pela revista médica The Lancet em agosto de 2020.

Veja também

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o CarnavalCarnaval

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o Carnaval

Comitê recomenda que réveillon no Rio de Janeiro seja mantidoPandemia

Comitê recomenda que réveillon no Rio de Janeiro seja mantido