alistamento

Rússia quer suprimir idade máxima para entrar no exército

O objetivo do projeto de lei é eliminar o limite de idade para os cidadãos em idade produtiva

Exército russoExército russo - Foto: Natalia Kolesnikova / AFP

A Rússia planeja suprimir o limite máximo de idade para entrar no Exército, de acordo com a agenda desta quarta-feira (25) da Duma - a câmara baixa do Parlamento russo -, em plena ofensiva contra a Ucrânia.

"O objetivo do projeto de lei é eliminar o limite de idade para os cidadãos em idade produtiva [...] que queiram assinar o primeiro contrato de serviço militar", informa a nota que explica o projeto de lei.

De acordo com a nota, apenas os cidadãos com entre 18 e 40 anos estão atualmente autorizados a assinar um primeiro contrato com o Exército. Cidadãos estrangeiros podem fazê-lo dos 18 aos 30 anos. 

No entanto, "para o uso de armas de alta precisão, a operação de armas e equipamentos militares são necessários especialistas altamente profissionais", ou seja, mais velhos.

A lei pode ajudar a "atrair especialistas em áreas populares, especialmente relacionadas a civis (apoio médico, engenharia, manutenção, exploração, comunicações, etc.) para o serviço militar sob contrato", indica o documento. 

O Exército russo está em plena ofensiva na Ucrânia, mas enfrenta a forte resistência ucraniana.

A Rússia lançou em abril a chamada para o alistamento de primavera de 2022, com o objetivo de recrutar 134.500 jovens. As autoridades garantem, no entanto, que os recrutas não serão enviados para o front.

Veja também

Polícia Federal prende homem suspeito de matar filho da ialorixá Mãe Bernadete
Crime

Polícia Federal prende homem suspeito de matar filho da ialorixá Mãe Bernadete

México diz que trabalha 'duro' para impedir que fentanil chegue aos EUA
AMÉRICA DO NORTE

México diz que trabalha 'duro' para impedir que fentanil chegue aos EUA

Newsletter