Saber perder eleição também é uma arte

Tony Gel e Antonio Campos foram extremamente elegantes diante da derrota para Raquel Lyra e Lupércio, respectivamente

Bruno Ribeiro, presidente estadual do PTBruno Ribeiro, presidente estadual do PT - Foto: Maria Nilo/Folha de Pernambuco

Dos quatro candidatos pernambucanos que perderam a eleição neste segundo turno, dois se comportaram com extrema elegância em relação aos vitoriosos: Tony Gel (Caruaru) e Antonio Campos (Olinda). O primeiro, ex-prefeito e deputado estadual, foi surpreendido pelo resultado, já que esperava um placar apertado em seu favor, baseado em cinco pesquisas de opinião que apontavam empate técnico entre ele e a prefeita eleita Raquel Lyra. Mas não pôs a culpa pela derrota em terceiros e nem questionou o resultado das urnas. Muito pelo contrário, elogiou o espetáculo democrático que se viu na cidade no último domingo e expressou votos de êxito à candidata vitoriosa. Já o advogado Antonio Campos que perdeu em Olinda para o deputado Professor Lupércio, pronunciou-se por meio de nota. Disse que estará sempre ao lado de Olinda, mesmo tendo perdido a eleição, e que um Campos/Arraes “nunca desiste da luta”.

Tony Gel e Antonio Campos foram extremamente elegantes diante da derrota para Raquel Lyra e Lupércio, respectivamente

O único sobrevivente do PT
João Paulo chegou ao 2º turno no Recife como o “único sobrevivente do PT” em capitais, e apesar das múltiplas dificuldades que enfrentou, sobretudo de ordem financeira, obteve 38,7% dos votos válidos. Como esta de domingo foi sua terceira derrota consecutiva (perdeu para vice em 2012 e para senador em 2014), o seu futuro político no partido é incerto. O horizonte mais provável é a Câmara Federal em 2018.
General > O ex-governador João Lyra Neto saiu do 2º turno, em Caruaru, como o “general” da vitória da filha, Raquel. Foi ele quem conseguiu de última hora, com Aécio Neves, a legenda do PSDB para ela disputar a eleição, após a “rasteira” que o PSB lhe deu, e quem negociou o apoio do prefeito José Queiroz (PDT).

Convite > O prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD), vai convidar o vereador não reeleito Arlindo Siqueira (PSL) para a sua equipe devido à importância que ele teve para sua vitória no 2º turno.
Polícia > Anderson Ferreira (PR), prefeito eleito de Jaboatão, vai receber das mãos do prefeito Elias Gomes (PSDB) a “casa arrumada”. O 1º desafio de Elias em 2013 foi tirar o município das páginas policiais.

Retorno > Os 121 mil votos que Neco (PDT) obteve em Jaboatão neste 2º turno o deixaram legitimado para postular uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018, Casa a que ele já pertenceu.
Recado > Do deputado Sílvio Costa sobre o seu voto favorável à PEC 241: “Isso não é questão de governo e sim de estado. Em 2018, o meu compromisso para governador é com o senador Armando Monteiro. Não voto em candidato do PSB e a possibilidade de votar em candidato da velha ‘União por Pernambuco’ é zero”.

Adeus > Hoje completa-se 1 ano da morte do ex-deputado Osvaldo Coelho, que foi o maior líder político de Petrolina depois de seu irmão, Nilo, que foi deputado federal, governador e senador. Osvaldo passou 32 anos na Câmara Federal empunhado duas bandeiras, das quais nunca se distanciou:
educação e irrigação.
Bola da vez > Depois que o candidato de Aécio em Belo Horizonte, João Leite (PSD), foi derrotado no 2º turno por uma cartola, Alexandre Kalil, filiado a um partido (PHS) sem qualquer expressão, ninguém mais no PSDB tem dúvida de que o candidato do partido à sucessão de Michel Temer será o governador Geraldo Alckmin (SP), que foi o grande vitorioso nessas eleições. Aécio queria uma 2ª chance, mas o PSDB não lhe dará.

Veja também

Sonda conclui a primeira coleta de amostra em um asteroide feita pela Nasa

Sonda conclui a primeira coleta da Nasa de amostra em asteroide

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19
Coronavírus

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19