VIDA PLENA

Saiba como fortalecer a estrutura respiratória

Técnicas e exercícios específicos contribuem para deixar pulmões mais resistentes, ajudando a diminuir risco de infecções

Apesar de ser fortalecida naturalmente com as atividades rotineiras, existem exercícios específicos para fortificar ainda mais a estrutura respiratóriaApesar de ser fortalecida naturalmente com as atividades rotineiras, existem exercícios específicos para fortificar ainda mais a estrutura respiratória - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Foi durante uma trilha com um grupo de pessoas que Lucas Lima, estudante de 15 anos, descobriu que tinha asma. "Enquanto todos estavam bem durante o percurso, eu estava passando mal, com falta de ar", conta. Na consulta, ele recebeu a recomendação de iniciar na natação para melhorar a atividade respiratória. Além da asma, Lucas também já teve bronquite e pneumonia. “Hoje em dia, eu já consigo controlar bem a doença. Basta nebulizar que fico bem, mas lembro que antes já ficava muito cansado só de atravessar uma rua, por exemplo”, desabafa o jovem, um dos muitos brasileiros que são acometidos por esse tipo de enfermidade, enquadrada no grupo de risco da Covid-19. Por conta do avanço da pandemia do novo coronavírus, que atinge diretamente o sistema respiratório, os cuidados com a respiração ficaram ainda mais em evidência.

A estrutura respiratória é composta pelo diafragma - considerado o motor principal -, tórax e abdômen, chamados de músculos acessórios da respiração. Conforme explica o pneumologista Alfredo Leite, essa musculatura é fortalecida naturalmente com as atividades rotineiras. "É treinada no dia a dia, ao caminhar, ao subir uma escada ou uma ladeira”, afirma.

[PODCAST] Casos menos graves da covid-19 também devem fazer fisioterapia

Folha de Pernambuco · 09.07.20 - Canal Saúde - Casos menos graves da covid-19 também devem fazer fisioterapia

Segundo ele, a necessidade de realizar um tratamento de fortalecimento específico só acontece para portadores de doenças pulmonares crônicas. “Para pessoas que não tenham problemas e levem uma rotina normal, não existe necessidade de um treinamento específico. Já os portadores de doenças crônicas devem realizar um treinamento específico de reabilitação pulmonar”, esclarece o profissional. Alfredo pontua ainda que a atividade deve ser realizada por um fisioterapeuta respiratório, que vai levar o paciente a um fortalecimento dessa estrutura e, consequentemente, a um melhor desempenho.

Frio e umidade também são fatores que podem desencadear alguns problemas respiratórios, principalmente em pacientes que já possuam alguma enfermidade crônica, como asma, rinite alérgica, bronquite, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), entre outras. O fato de estarmos enfrentando a pandemia do novo coronavírus, cuja doença — a Covid-19 — afeta um dos principais órgãos responsáveis pela respiração, o pulmão, os cuidados com esse processo tão natural do corpo ganham espaço. Além disso, torna-se alvo de atenção também a importância de fortalecer a estrutura respiratória. 

A especialidade fisioterapêutica que se dedica à melhora dessa respiratória se chama fisioterapia cardiorrespiratória. A atividade foca na prevenção, tratamento e reabilitação de pessoas que podem ser atingidas por doenças que acometem o sistema respiratório. "São várias as técnicas e os exercícios respiratórios capazes de influenciar o funcionamento desse sistema", destaca Alfredo.

Para a fisioterapeuta Juliana Monte, manter uma função respiratória em dia é sinônimo de uma boa qualidade de vida. Ela destaca que fortalecer a musculatura deixa os pulmões mais fortes e resistentes para combater qualquer sintoma do sistema, além de ajudar a diminuir o risco de infecções pulmonares. "São várias as técnicas e os exercícios respiratórios capazes de influenciar o funcionamento desse sistema”, conta. “Dentre os principais objetivos, estão as melhoras da ventilação pulmonar e da função muscular respiratória, influenciando positivamente na distribuição de oxigênio para todo o organismo, o que aumenta a tolerância ao exercício”, complementa a fisioterapeuta. 

Uma atividade que eleva a condição respiratória é o pilates, pois coordena bem a respiração durante os exercícios. “No pilates, a respiração é um dos princípios mais importantes. Os movimentos respiratórios, de inspiração e expiração, devem ser executados em sincronia com os exercícios, o que favorece a organização do tronco e dos movimentos dos membros”, indica Juliana.

#vidaplenajaymedafonte

Veja também

Mamografias serão retomadas na cidade de Olinda a partir desta segunda-feira (3)
Exame

Mamografias serão retomadas na cidade de Olinda a partir desta segunda-feira (3)

Covid-19 matou 94,1 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia
Coronavírus

Covid-19 matou 94,1 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia