Samsung volta a vender o Galaxy Note 7 na Coreia do Sul

De modo paralelo, a venda de novos aparelhos com baterias sem defeitos começará no sábado na Coreia do Sul

Dono do "Rebolation", Léo Santana comanda a festa do Baile dos ArtistasDono do "Rebolation", Léo Santana comanda a festa do Baile dos Artistas - Foto: Reprodução

A Samsung voltará a vender o modelo Galaxy Note 7 na Coreia do Sul a partir de sábado (1º), após um recall de milhares de aparelhos pelo risco de explosão das baterias, anunciou a empresa.

No dia 2 de setembro, a Samsung suspendeu as vendas do "phablet" (híbrido de smartphone e tablet) e convocou um recall de 2,5 milhões de unidades vendidas em 10 países, após a descoberta de que em alguns casos as baterias poderiam explodir.

Nos Estados Unidos, um mercado chave para a Samsung, 60% dos usuários já receberam o modelo de substituição por parte da empresa. Na Coreia do Sul, a companhia espera que esta semana 18% dos clientes que compraram um Note 7 defeituoso efetuem a troca.

De modo paralelo, a venda de novos aparelhos com baterias sem defeitos começará no sábado na Coreia do Sul e em 28 de outubro em outros países, incluindo alguns europeus.

Os problemas do Note 7 começaram com vários casos de explosões que ganharam grande repercussão nas redes sociais, apesar da empresa ter alegado que eram casos excepcionais.

"Queremos assegurar a todos que os telefones Note 7 estão funcionando corretamente e não têm problemas de segurança", disse uma porta-voz da Samsung.

Veja também

Sikêra Júnior diz que pediu para morrer no 14º dia doente
Covid-19

Sikêra Júnior diz que pediu para morrer no 14º dia doente

Praias de Ipojuca ficarão abertas das 4h às 16h para práticas esportivas individuais
IPOJUCA

Praias abertas das 4h às 16h para práticas esportivas individuais