PERNAMBUCO

Santa Casa de Misericórdia do Recife arrecada alimentos e brinquedos para famílias carentes

Cerca de 1.500 famílias carentes devem ser beneficiadas

Ação realizada pela Santa Casa de Misericórdia do Recife e Anjos MultiplicadoresAção realizada pela Santa Casa de Misericórdia do Recife e Anjos Multiplicadores - Foto: Divulgação

Uma ação beneficente de arrecadação de alimentos e brinquedos em prol de 1.500 famílias carentes de Pernambuco é realizada pela Santa Casa de Misericórdia do Recife, localizada no bairro de Santo Amaro, área central da capital, em parceria com o grupo Anjos Multiplicadores.

Os interessados em ajudar podem doar cestas básicas, fardos de alimentos, brinquedos novos ou usados em bom estado ou dinheiro, que será utilizado para a compra de mais mantimentos. O ponto de arrecadação é no Convento Santa Tereza, que fica na Av. Olinda, nº 750, no bairro de Santa Tereza, em Olinda, Região Metropolitana do Recife. 
 


A ação acontece pelo segundo ano consecutivo, segundo informou a gerente de Educação e Assistência Social da Santa Casa de Misericórdia, Esmeralda Moura. "Estamos mais uma vez unidos por uma boa causa, que vai beneficiar o público diretamente envolvido com a instituição e pessoas de outras comunidades", relatou Esmeralda.

Há 15 anos, o grupo Anjos Multiplicadores promove um Natal com mais esperança e alegria para pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Em 2020, as coisas ficaram mais complicadas por conta da pandemia, mas, mesmo assim, conseguimos distribuir cerca de 1.6 mil cestas básicas e 2 mil brinquedos para famílias de comunidades flageladas do Grande Recife”, conta o coordenador da campanha, André Melo, que espera atender 1.500 famílias este ano. 

Serviço:
Santa Casa de Misericórdia do Recife
Onde: Av. Cruz Cabugá, 1563 - Santo Amaro, Recife - PE,
Doações:
Educandário Santa Tereza
Onde: Av. Olinda,  nº 750, Olinda

Veja também

Mortes por Covid-19 caem 21% no mundo, informa a OMS
Pandemia

Mortes por Covid-19 caem 21% no mundo, informa a OMS

Maio Laranja: É preciso cuidar da nossa infância
Opinião

Maio Laranja: É preciso cuidar da nossa infância