Paralisia infantil

São Paulo prorroga vacinação contra paralisia infantil até fim de junho

A campanha é voltada a crianças de 1 a 4 anos

A campanha é voltada a crianças de 1 a 4 anosA campanha é voltada a crianças de 1 a 4 anos - Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasil

O governo de São Paulo prorrogou a campanha de vacinação contra a poliomielite até o fim de junho, cujo encerramento estava previsto para ontem (14). A ampliação do prazo de aplicação das doses contra a paralisia infantil abrange todos os 645 municípios paulistas.

A campanha é voltada a crianças de 1 a 4 anos. Há a possibilidade de aplicação em crianças com menos de 1 ano de idade mediante avaliação da caderneta de vacinação.

O vírus da poliomielite pode causar paralisia muscular nos membros inferiores e, em casos graves, há risco de morte. A vacinação é a principal forma de prevenção. 

Segundo o Governo, 185,2 mil doses foram aplicadas até quarta-feira, 12. O objetivo da ampliação do prazo é chegar a mais crianças.

Com quedas no índice de vacinação, o Brasil está na lista da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) de países em risco da reintrodução do vírus da pólio. O último caso no Brasil ocorreu em 1989.

A meta nacional é vacinar 95% do público-alvo, que abrange 13 milhões de crianças. Em 2023, 84,6% do total recebeu a vacina.
 

Veja também

Dois celulares são roubados ou furtados por minuto no Brasil
segurança

Dois celulares são roubados ou furtados por minuto no Brasil

Ursula Von der Leyen renova mandato como chefe da Comissão Europeia
EUROPA

Ursula Von der Leyen renova mandato como chefe da Comissão Europeia

Newsletter