Scarlett Johansson desiste de fazer papel de trans no cinema

Atriz cede a pressão da comunidade LGBT+ e explica o porquê

Diante da pressão da comunidade GLBT+, Scarlet declinou do convite de fazer um trans nas telonasDiante da pressão da comunidade GLBT+, Scarlet declinou do convite de fazer um trans nas telonas - Foto: Reprodução

Um mês após o anúncio de que Scarlett Johansson interpretaria um homem transsexual no filme “Rug & Tug”, a atriz anunciou que deisistiu da missão. Quando divulgaram o casting, se instalou a polêmica,  uma vez que ativistas da causa achavam que o papel deveria ser feito por um homem trans, e não por uma mulher.

 Num primeiro momento, Scarlett, reagiu negativamente a ideia e falou, via seu representante, para a publicação Bustle: “Direcione-os para os representantes de Jeffrey Tambor, Jared Leto e Felicity Huffman”, citando nome de atores que já deram vida a personagens trans.

Mas pensou e repensou e,  em uma nota para a revista Out, ela, enfim, anunciou a desistência: “Nosso entendimento cultural sobre pessoas transgênero continua a avançar e eu aprendi muito da comunidade desde que dei a minha primeira declaração sobre o casting e percebi que era insensível”, disse Scarlett.

Em seu texto, a atriz reforçou dados da organização GLAAD, em que personagens LGBT+ caíram em 40% em 2017, comparando com o ano anterior, e que não houve representação de nenhum personagem trans nos lançamentos de grandes estúdios. “Apesar de que iria amar a oportunidade de dar a vida a história de Dante e de sua transição, entendo que muitos sentem que ele deve ser interpretado por um transgênero. Sou agradecida por esse debate que, apesar de controverso, deu abertura a uma discussão maior sobre representatividade no cinema”, finalizou Scarlett.

 

Veja também

Charles não quer deixar filho de Harry se tornar príncipe, diz jornal
Família Real

Charles não quer deixar filho de Harry se tornar príncipe, diz jornal

EUA congelam negociações na área ambiental, e Brasil teme retaliação econômica
Mundo

EUA congelam negociações na área ambiental