Alerta Bike

SDS-PE lança iniciativa para combater comércio ilegal, roubos e furtos de bicicletas

Lançamento do programa Alerta Bike.Lançamento do programa Alerta Bike. - Foto: Alexandre Aroeira / Folha de Pernambuco

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco lançou, nesta quarta-feira (30), o programa Alerta Bike, iniciativa que visa combater o comércio ilegal, roubos e furtos de bicicletas através da tecnologia. Os cidadãos cadastram informações sobre suas bicicletas, que podem ser recuperadas por meio dos dados registrados no sistema. O programa se assemelha ao Alerta Celular, criado em 2017.

Estavam presentes na coletiva de lançamento o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, o Chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Nehemias Falcão, o Cel. PM Fernando Aníbal, subcomandante Geral da PMPE, e o gerente da Gerência de Análise Criminal e Estatística (GACE), tenente-coronel Jonas Moreno.

Atualmente, o Recife possui 150 km de malha cicloviária, entre ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. “A bicicleta vem cada vez mais sendo usada por ser um meio de energia limpa, contribuir para a melhoria do fluxo das cidades e trazer benefícios para a saúde. Recife tem aumentado expressivamente, nos últimos anos, a sua rede de ciclovias. A segurança pública caminhando junto desse movimento de maior uso de bicicletas também está fazendo a sua parte lançando esse programa Alerta Bike e, com isso, esperamos ter um êxito similar ao Alerta Celular, que já funciona com sucesso há alguns anos”, destaca o secretário de Defesa Social, Humberto Freire.

“Para esse programa dar certo, há dois fatores decisivos: cadastrar sua bicicleta, ampliando nossa base de dados, e jamais adquirir produtos sem nota fiscal ou origem desconhecida”, alerta o gestor da pasta.

De 2017 até maio deste ano, houve um aumento de 19% nos roubos e furtos de bicicletas, segundo o Governo de Pernambuco. Nos primeiros cinco meses deste ano, foram realizados 1.295 boletins de ocorrência indicando esses delitos.

“No Recife, segundo a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), circulam cerca de 4.000 a 6.000 ciclistas e dessa quantidade, 77% são trabalhadores, que promovem e estimulam esse modal que é o futuro. A pandemia também aumentou o número de viagens de ciclistas e isso tudo vem montando uma conjuntura de que precisamos fazer alguma coisa para gerar mais segurança e reduzir esses números de roubo e furto de bicicletas”, pontua o tenente-coronel Jonas Moreno, gerente da Gerência de Análise Criminal e Estatística (GACE) da Secretaria de Defesa Social (SDS) e responsável pela implementação do programa.

Para cadastrar os dados da bicicleta, o usuário deve acessar o site:www.alerta.sds.pe.gov.br e fazer o cadastro do login e da senha. Na sequência, a ferramenta solicita os dados da bicicleta como: marca, tipo, aro, cor e chassi. Essa numeração pode ser encontrada, por exemplo, abaixo da caixa do movimento central, próximo à gancheira e do cubo da roda traseira, perto da braçadeira do selim, e/ou na parte frontal do quadro da bicicleta. Caso a pessoa seja furtada ou roubada, ela entra no site e clica no botão de alerta. O usuário também pode incluir uma foto ao lado do bem.

Esse conjunto de informações fica disponível na plataforma de consulta dos policiais. Em uma averiguação, o policial irá checar se a bicicleta é roubada e, quando for o caso, fará a prisão do criminoso e o resgate do veículo. Além do registro no site, o cidadão deve prestar um boletim de ocorrência virtual ou ir em uma delegacia, caso o B.O não seja realizado até 48 horas após o registro no site, automaticamente, o sistema retira o sinal de alerta.

Veja também

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o CarnavalCarnaval

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o Carnaval

Comitê recomenda que réveillon no Rio de Janeiro seja mantidoPandemia

Comitê recomenda que réveillon no Rio de Janeiro seja mantido